sicnot

Perfil

Mundo

Moçambique perdeu quase metade da população de elefantes em cinco anos

Moçambique perdeu 48% da população de elefantes nos últimos cinco anos e pode ser banido do comércio internacional de derivados da espécie, devido à falta de clareza na gestão dos animais, anunciaram hoje fontes do Governo moçambicano.

© STR New / Reuters

Dados divulgados durante um seminário realizado hoje em Maputo indicam que o número de elefantes em Moçambique passou de 20 mil para 10.300 e as áreas de conservação do norte do país são as mais afetadas pela ação dos caçadores furtivos.

"A caça furtiva em Moçambique é uma realidade difícil de controlar", disse à imprensa Carlos Lopes Pereira, chefe de Departamento de Fiscalização e Combate à Caça Furtiva na Administração de Áreas de Conservação.

No global, lamentou o chefe do departamento tutelado pelo Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural, Moçambique perde dois mil animais por ano", observando que este dado revela um rácio de seis elefantes abatidos por dia.

A pobreza das populações locais e o crescimento do mercado internacional de venda de marfim, prosseguiu Carlos Lopes Pereira, são apontadas como as principais causas da matança de animais e a localização de Moçambique nas proximidades dos países considerados como centros da caça furtiva tem contribuído para a generalização deste crime.

Para Carlos Lopes Pereira, a solução para a caça furtiva em Moçambique passa pela capacitação das instituições de preservação, tanto a nível técnico como financeiro.

"A situação tem de mudar ou teremos de assumir que esta espécie entrou numa fase que se torna inviável", referiu, destacando a importância da adoção por parte do Governo de um plano para a proteção do elefante em Moçambique.

No âmbito do Seminário de Revisão da Estratégia e do Plano de Ação para a Conservação do Elefante em Moçambique, o coordenador do projeto MozBio (Moçambique Biodiversidade), entidade estatal, também manifestou preocupação com os dados hoje divulgados.

Afonso Modope considerou que o país está em risco de ser banido pela União Europeia e pelos Estados Unidos do comércio internacional de derivados de elefantes, devido à falta de clareza nas estratégias de proteção destes animais.

Modope garantiu, no entanto, que o Governo moçambicano quer assegurar os pressupostos internacionais para a segurança das espécies ameaçadas de extinção.

"Nós temos acordos e memorandos celebrados com os países vizinhos para o combate à caça furtiva", afirmou Afonso Modope, apontando também a definição de novas estratégias de combate à caça furtiva como a condição para recuperar o respeito internacional.

Lusa

  • Quem deve ser o próximo treinador do FC Porto?

    Desporto

    Nuno Espírito Santo já não é treinador do FC Porto. O técnico e o clube chegaram a acordo mútuo para a rescisão do contrato, que o ligava por mais uma temporada aos dragões. Nuno Pinto da Costa tem agora que encontrar um novo treinador para orientar dos "dragões". Os nomes em cima da mesa são vários. Diga-nos quem deve ser o novo treinador do FC Porto.

  • Os treinadores do FC Porto desde o último título 

    Desporto

    Nunca o FC Porto esteve quatro anos consecutivos sem ganhar um título durante a presidência de Nuno Pinto da Costa. A ausência de vitórias teve início na época de 2013/14, quando começou uma autêntica dança de treinadores.

  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • Divulgado vídeo dos bambardeamentos contra o Daesh no Iraque
    0:42
  • Leão-marinho arrasta criança de doca em Vancouver
    0:51

    Mundo

    O momento em que um leão-marinho arrasta uma menina para a água foi gravado e publicado na internet. Sem nada que fizesse prever, o animal puxou a criança que estava sentada numa doca em Vancouver, no Canadá. A criança foi resgatada de imediato por um familiar e apesar do susto não sofreu ferimentos. O momento de aflição foi testemunhado por vários turistas.