sicnot

Perfil

Mundo

Patrulhamento reforçado contra roubos e violência sexual em universidades de Luanda

A Polícia Nacional angolana vai avançar com um plano especial de combate à criminalidade na área das universidades de Luanda, nomeadamente acerca de crimes de roubo e violência sexual, indiciou hoje aquela força.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Stringer . / Reuters

Segundo informação do Comando-Geral da Polícia Nacional, a que a Lusa teve hoje acesso, este novo modelo de segurança pública envolve medidas administrativas e operativas, para dar "resposta" à "preocupação apresentada" pelo Ministério do Ensino Superior.

Em causa, refere, estão "casos de insegurança que determinados institutos e universidades têm nos seus respetivos territórios".

O plano envolve a instalação de estruturas para alocar nas universidades as forças e meios que vão "dar cobertura policial a essas instituições", passando ainda pelo "patrulhamento auto e motorizado" à volta dessas instituições.

O novo modelo de policiamento foi apresentado quarta-feira às universidades e vai abranger o município de Belas e o distrito da Samba, Luanda, território onde funcionam 23 instituições de ensino superior.

"Vai criar-se um núcleo e uma unidade específica, destinada à proteção de estabelecimentos de ensino superior neste território geográfico", explica o Comando Geral da Polícia Nacional, acrescentando que os crimes "mais frequentes" junto a estas universidades são "as violações sexuais e os roubos".

Além disso, o patrulhamento policial vai tentar "acabar com a venda de bebidas alcoólicas em alguns estabelecimentos universitários", indica a Polícia, numa nota a que a Lusa teve acesso.

Lusa

  • Défice recua quase 400 milhões de euros em janeiro

    Economia

    O buraco das contas públicas atingiu os 625 milhões de euros no primeiro mês de 2017, segundo os dados da execução orçamental. É uma redução de 397 milhões, quando comparado com o mesmo mês do ano passado.

    Em desenvolvimento

  • "Fiz coisas de que me envergonho"
    2:31
  • Portugal é o segundo país da Europa com mais emigrantes
    1:39

    País

    São 2,3 milhões os portugueses que vivem no estrangeiro, ou seja, 22% da população. O último relatório do Observatório da Emigração relativo a 2015 mostra que se manteve o mesmo número de saídas de Portugal para o estrangeiro registadas no pico atingido em 2013: acima das 110 mil por ano. O Reino Unido é o principal país de destino.

  • Descoberta produção de canábis em abrigo nuclear 

    Mundo

    A polícia britânica descobriu, no sul de Inglaterra, um antigo abrigo nuclear subterrâneo adaptado à produção de canábis em grande escala. A operação levou à detenção de cinco homens e um adolescente de 15 anos. Foram também apreendidas milhares de plantas de canábis.

  • Carnaval na Almirante Reis
    2:39

    País

    Lisboa também celebra o Carnaval e esta manhã mais de três mil crianças participaram num desfile pela Avenida Almirante Reis, alunas de escolas públicas e privadas de 24 nacionalidades. Na freguesia de Arroios vivem estrangeiros de 79 nacionalidades.