sicnot

Perfil

Mundo

Rececionista despedida por não usar sapatos de salto alto

Nicola Thorp, de 27 anos, funcionária da PwC em Londres, foi despedida por se recusar a usar sapatos de salto alto. A rececionista, que foi mandada para casa sem remuneração, reagiu ao despedimento e perguntou às suas chefias se os seus colegas do sexo masculino também eram obrigados a usar salto alto.

Nicola Thorp, natural de Hackney, arredores de Londres, era funcionária da PwC na capital britânica.

Nicola Thorp, natural de Hackney, arredores de Londres, era funcionária da PwC na capital britânica.

"Perguntei se me sabiam dar um argumento que explicasse porque é que usar sapatos de salto raso era prejudicial para o meu trabalho, mas ninguém soube dar uma resposta", disse Thorp, em declarações à BBC.

"Pediram-me que fizesse turnos de 9 horas de pé, a usar sapatos com saltos que deveriam ter entre 5 e 10 cm. Eu disse-lhes que não seria capaz de fazer esse horário de saltos altos", acrescentou.

A PwC afirmou, por seu lado, que a companhia não tinha nenhuma imposição ao nível do vestuário.

Indignada com a situação, Nicola Thorp publicou um post no Facebook onde relatou o seu caso e ficou admirada com as reações. Outras mulheres escreveram comentários a dizer que se encontravam na mesma situação.

"Estava um tanto receosa de falar do meu caso, tinha medo que tivesse um feedback negativo, mas depois percebi que tinha de dar voz a esta situação, afinal com o alcance muito maior do que o que eu imaginava", realçou.

  • PS e BE não propõem alívio da dívida à UE
    1:55

    Economia

    O PS e o Bloco de Esquerda querem mais 45 anos para pagar as dívidas à União europeia e juros mais baixos. As medidas fazem parte da proposta dos partidos para a redução da dívida pública. No relatório que será enviado ao Governo, não é pedido qualquer perdão de dívida, ao contrário do que os partidos mais à esquerda chegaram a defender.

  • Antigos ministros de Governos de Sócrates ouvidos pelo MP
    1:54

    Operação Marquês

    Quatro antigos ministros de Governos de José Sócrates foram ouvidos recentemente pelo Ministério Público (MP), no âmbito da Operação Marquês. Mário Lino, António Mendonça, Teixeira dos Santos e Luís Campos e Cunha foram ouvidos como testemunhas. Os investigadores chamaram os antigos governantes para esclarecer decisões relacionadas com a PT.

    Notícia SIC

  • Suspeito de atropelamento mortal diz que foi mero acidente 
    2:00
  • Confrontos na primeira greve geral no Brasil em 21 anos
    1:34
  • "Está na altura de pressionarmos a Coreia do Norte"
    0:45

    Mundo

    O secretário de estado norte-americano, Rex Tillerson, afirmou esta sexta-feira na ONU que a ameaça da Coreia do Norte é real e pediu que o conselho de segurança da ONU tome medidas antes que seja o regime de pyongyang a fazê-lo.

  • Menina que nasceu com três pernas já corre após a cirurgia

    Mundo

    Uma criança do Bangladesh que cresceu com três pernas vai regressar a casa, depois de uma viagem até à Austrália, onde foi operada para retirar o membro a mais. Como resultado de um gémeo que não se formou por completo, a criança de três anos nasceu com uma terceira perna na pélvis. Alguns meses após a cirurgia, feita em novembro, a menina já corre.