sicnot

Perfil

Mundo

Teerão acusa Riade de sabotagem pela falta de condições para a peregrinação a Meca

O ministro da Cultura do Irão alertou hoje sobre a falta de condições para os iranianos se deslocarem a Meca, acusando a Arábia Saudita de sabotagem por não ter garantido os meios para a peregrinação anual.

A relação entre Arábia Saudita e Irão chegou quase ao ponto de rutura em julho de 1987, quando 402 peregrinos, 275 dos quais iranianos, morreram em tumultos na cidade santa de Meca.

A relação entre Arábia Saudita e Irão chegou quase ao ponto de rutura em julho de 1987, quando 402 peregrinos, 275 dos quais iranianos, morreram em tumultos na cidade santa de Meca.

AP

"Os preparativos não foram feitos e agora é tarde" disse Ali Jannati à agência IRNAm acusando Riade de não se ter empenhado nos contactos sobre os meios necessários para a deslocação dos fiéis iranianos a Meca, na peregrinação de setembro (Hajj).

"A sabotagem vem dos sauditas" afirmou o ministro acusando diretamente as autoridades de Riade pela suposta falta de empenho nos habituais preparativos sobre a peregrinação dos xiitas iranianos do final do verão.

Lusa