sicnot

Perfil

Mundo

Tempestades violentas provocam 33 mortos no Bangladesh

Tempestades tropicais provocaram esta quinta-feira a morte a 33 pessoas no Bangladesh, dos quais vários atingidos por raios, informou a polícia.

Arquivo

Arquivo

Estas mortes foram registadas nos 10 distritos mais afetados, mas os balanços de outras regiões mais afastadas ainda são desconhecidos, adiantou uma fonte policial à agência noticiosa France Press (AFP).

O noroeste foi a região mais afetada, com 19 pessoas mortas quando uma violenta tempestade a atingiu ao fim do dia.

Os mortos "eram agricultores, que foram, atingidos por um raio quando regressavam a casa, depois de um dia de trabalho", afirmou à AFP Ahsanul Haq, polícia em Pabna, no noroeste, onde morreram seis pessoas.

Em Dacca, três estudantes com cerca de 20 anos morreram da mesma maneira, quando jogavam futebol à chuva, explicou Kawser Ahmed, que é o chefe da polícia local.

O Bangladesh é atingido frequentemente por tempestades antes e durante a época das monções, que se estende de junho a setembro.

Lusa

  • Fogo em Sabrosa entrou em fase de resolução

    País

    O incêndio que deflagrou terça-feira em Vilela do Douro, Sabrosa, distrito de Vila Real, entrou a meio da manhã de hoje em fase de resolução, segundo a Autoridade Nacional de Proteção Civil.

  • Governo garante reforço das verbas para defesa da floresta até ao fim do ano
    2:37

    País

    O Governo rejeitou centenas de candidaturas com projetos para a prevenção de incêndios florestais, por falta de verbas. Perante a situação, o Bloco de Esquerda questionou o Ministério da Agricultura sobre as reprovações. Contudo, contactado pela SIC, o ministro Capoulas Santos garantiu que o programa de desenvolvimento rural está a ser reajustado e, até ao final do ano, está previsto o reforço de verbas.

  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • "Burlão do amor" acusado de tirar 450 mil euros a amante
    2:21

    País

    Um homem com cerca de 50 anos é acusado de tirar 450 mil euros a uma mulher com quem começou por ter uma relação profissional. Ele pedia, ela emprestava. Anos depois, ela ficou insolvente, com dívidas à banca de 214 mil euros e sem emprego. O homem é arguido, nega a relação amorosa entre ambos, mas admite ter recebido dinheiro dela. Garante, no entanto, que tenciona pagar o que deve.