sicnot

Perfil

Mundo

Líder da Coreia do Norte quer autossuficiência e fim das importações

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, exigiu que se erradiquem as importações do país, informaram hoje os meios de comunicação social estatais, num apelo à autossuficiência face a um previsível impacto das sanções internacionais.

Reuters

"Devemos erradicar, sem falta, a propensão para importar e estabelecer um fim definitivo" das importações, afirmou Kim, citado pela agência de notícias KCNA, num relatório sobre a sua recente visita a uma fábrica de veículos industriais e maquinaria agrícola.

O líder norte-coreano manifestou a sua aposta pela total autossuficiência do país, após observar o funcionamento "altamente eficiente" dos tratores, autocarros e camiões de fabrico local, segundo a agência.

Trata-se da primeira visita 'in loco' de Kim Jong-un desde o VII Congresso do Partido dos Trabalhadores, o primeiro realizado em 36 anos, que terminou na segunda-feira com uma mensagem de continuidade na sua política "byeongjin" de dar prioridade, simultaneamente, ao desenvolvimento económico e de armas nucleares.

A declaração de intenções de Kim Jong-un de acabar com as importações e de depender plenamente da produção interna tem lugar numa altura marcada por um forte isolamento do regime após duras sanções comerciais impostas pela comunidade internacional.

Lusa

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28