sicnot

Perfil

Mundo

Líder da Coreia do Norte quer autossuficiência e fim das importações

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, exigiu que se erradiquem as importações do país, informaram hoje os meios de comunicação social estatais, num apelo à autossuficiência face a um previsível impacto das sanções internacionais.

Reuters

"Devemos erradicar, sem falta, a propensão para importar e estabelecer um fim definitivo" das importações, afirmou Kim, citado pela agência de notícias KCNA, num relatório sobre a sua recente visita a uma fábrica de veículos industriais e maquinaria agrícola.

O líder norte-coreano manifestou a sua aposta pela total autossuficiência do país, após observar o funcionamento "altamente eficiente" dos tratores, autocarros e camiões de fabrico local, segundo a agência.

Trata-se da primeira visita 'in loco' de Kim Jong-un desde o VII Congresso do Partido dos Trabalhadores, o primeiro realizado em 36 anos, que terminou na segunda-feira com uma mensagem de continuidade na sua política "byeongjin" de dar prioridade, simultaneamente, ao desenvolvimento económico e de armas nucleares.

A declaração de intenções de Kim Jong-un de acabar com as importações e de depender plenamente da produção interna tem lugar numa altura marcada por um forte isolamento do regime após duras sanções comerciais impostas pela comunidade internacional.

Lusa

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.