sicnot

Perfil

Mundo

Pistola usada para matar jovem negro desarmado nos EUA vale milhões num leilão

A pistola usada por um vigilante de bairro para matar um adolescente negro desarmado nos Estados Unidos em 2012 atingiu hoje o valor de mais de 53 milhões de dólares (46,6 milhões de euros) num leilão na Internet.

© POOL New / Reuters

Em menos de 24 horas, mais de 9.000 ofertas foram feitas após o lançamento do leilão com um preço de partida de 5.000 dólares (cerca de 4.400 euros), já acima do preço de mercado de uma arma em segunda mão.

Às 05:10 (10:00 em Lisboa), o leilão atingiu um valor superior a 53 milhões de dólares, mas é difícil verificar a seriedade das ofertas, porque alguns participantes utilizam pseudónimos e cobrem os seus próprios lances. O leilão ainda vai durar cinco dias.

George Zimmerman, antigo vigilante de bairro na Florida, abateu a 26 de fevereiro de 2012 Trayvon Martin, um adolescente negro de 17 anos que estava desarmado.

Em 2013, a justiça aceitou a tese de legítima defesa e absolveu Zimmerman. A família e amigos de Trayvon Martin afirmaram tratar-se de um crime racista.

No anúncio do leilão, Zimmerman apresenta a pistola, uma Kel-Tec PF-9 de nove milímetros, como "a arma utilizada para defender (a sua) vida e acabar com a agressão brutal de Trayvon Martin".

É uma "ocasião para adquirir um pedaço da história dos Estados Unidos", adianta dirigindo-se aos potenciais compradores.

"Tenho o orgulho de anunciar que uma parte do lucro da venda da pistola será usado para combater a violência do BLM (Black Lives Matter) contra os agentes da autoridade", disse.

O movimento antirracista Black Lives Matter desenvolveu-se após vários jovens negros terem sido mortos em todo o país, muitas vezes por polícias que não foram processados.

Lusa

  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagar as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Turistas aproveitam nevão na Serra da Estrela
    1:23
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59
  • Dezenas de feridos em protestos contra decisão de Trump em Israel
    1:55
  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.