sicnot

Perfil

Mundo

Pistola usada para matar jovem negro desarmado nos EUA vale milhões num leilão

A pistola usada por um vigilante de bairro para matar um adolescente negro desarmado nos Estados Unidos em 2012 atingiu hoje o valor de mais de 53 milhões de dólares (46,6 milhões de euros) num leilão na Internet.

© POOL New / Reuters

Em menos de 24 horas, mais de 9.000 ofertas foram feitas após o lançamento do leilão com um preço de partida de 5.000 dólares (cerca de 4.400 euros), já acima do preço de mercado de uma arma em segunda mão.

Às 05:10 (10:00 em Lisboa), o leilão atingiu um valor superior a 53 milhões de dólares, mas é difícil verificar a seriedade das ofertas, porque alguns participantes utilizam pseudónimos e cobrem os seus próprios lances. O leilão ainda vai durar cinco dias.

George Zimmerman, antigo vigilante de bairro na Florida, abateu a 26 de fevereiro de 2012 Trayvon Martin, um adolescente negro de 17 anos que estava desarmado.

Em 2013, a justiça aceitou a tese de legítima defesa e absolveu Zimmerman. A família e amigos de Trayvon Martin afirmaram tratar-se de um crime racista.

No anúncio do leilão, Zimmerman apresenta a pistola, uma Kel-Tec PF-9 de nove milímetros, como "a arma utilizada para defender (a sua) vida e acabar com a agressão brutal de Trayvon Martin".

É uma "ocasião para adquirir um pedaço da história dos Estados Unidos", adianta dirigindo-se aos potenciais compradores.

"Tenho o orgulho de anunciar que uma parte do lucro da venda da pistola será usado para combater a violência do BLM (Black Lives Matter) contra os agentes da autoridade", disse.

O movimento antirracista Black Lives Matter desenvolveu-se após vários jovens negros terem sido mortos em todo o país, muitas vezes por polícias que não foram processados.

Lusa

  • Vem lá chuva

    País

    A chuva vai voltar a Portugal continental a partir de quarta-feira e pelo menos até domingo, enquanto as temperaturas mínimas deverão subir.

  • "O Sporting é o um barco à deriva"
    2:26
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    A crise do Sporting foi o principal tema em O Dia Seguinte, esta segunda-feira. José Guilherme Aguiar censura Bruno de Carvalho por ter convidado Jorge Jesus para a comissão de honra da recandidatura. Já Rogério Alves não tem dúvidas que a contestação tem aumentado de tom devido à proximidade das eleições do Sporting. Rui Gomes da Silva pensa que toda a direção leonina é responsável pelo mau momento atual do clube.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Violação emitida em direto no Facebook

    Mundo

    Três homens foram detidos na Suécia, por suspeitas de violação de uma mulher, num apartamento a 70 quilómetros da capital. Os suspeitos filmaram o ato de violência e exibiram-no em direto no Facebook.

  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.