sicnot

Perfil

Mundo

Polícia italiana dispersa manifestantes com canhões de água

A polícia italiana recorreu ontem pela primeira vez na história a canhões de água para dispersar uma manifestação em Roma. Centenas de pessoas protestavam em frente ao Capitólio contra as políticas de habitação do governo de Matteo Renzi. O movimento que organizou a manifestação contesta os despejos que têm sido feitos nos últimos meses.

Os ânimos exaltaram-se quando os manifestantes começaram a aproximar-se das escadas do edificio e a polícia usou canhões de água. Alguns ainda tentaram resistir como puderam. Outros, perante a insistência em manterem-se na praça, foram agredidos pela polícia de choque. No final, as autoridades deram conta de pelo menos três manifestantes feridos.

  • Tragédia de Pedrógão Grande, seis meses depois

    País

    O incêndio que deflagrou há seis meses no concelho de Pedrógão Grande e que alastrou a concelhos vizinhos fez 66 mortos e 253 feridos, sete dos quais graves, destruiu meio milhar de casas e quase 50 empresas. Quarenta e sete das vítimas mortais seguiam em viaturas, no dia 17 de junho, e ficaram cercadas pelas chamas na EN (estrada nacional) 236-1, entre Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos ou em acessos a esta via.

  • "O que é isto, mamã?"
    36:23
  • O ensino à distância em Portugal
    4:12

    País

    Em Portugal, o ensino básico e secundário à distância já conta com 300 alunos e com a preciosa ajuda das novas tecnologias. É através do computador que a escola viaja e acompanha os alunos, alguns com doenças que não os permitem ir às aulas, outros que são atletas de alta competição e que têm a maior parte do tempo ocupado por treinos ou ainda os que fazem parte de famílias itenerantes, como é o caso dos que vivem no circo e andam de terra em terra.

  • Aprender a jogar badminton ao ritmo do samba
    2:54

    Mundo

    No Brasil, a correspondente da SIC foi conhecer um projeto social no Rio de Janeiro que mistura samba e desporto. Um desporto que ainda é pouco praticado mas que tem sido fundamental para transformar a vida de jovens das favelas e para descobrir novos talentos do badminton brasileiro.

    Correspondente SIC