sicnot

Perfil

Mundo

Marcha dos "Indignados" em Madrid assinala quinto aniversário do movimento

Vários milhares de pessoas desfilaram hoje nas ruas de Madrid por ocasião do quinto aniversário dos "Indignados", movimento nascido em Madrid para denunciar uma classe política afastada das realidades do país, a corrupção e a austeridade.

© Sergio Perez / Reuters

Em Madrid, o aniversário deste movimento foi também comemorado com concentrações na praça da Puerta del Sol, no centro da capital, que durante semanas foi ocupada pelos "Indignados".

"Há cinco anos, viemos para aqui e foi um momento muito comovente de despertar, de união, de coletivo", testemunhou Paola Weil, professora primária substituta, de 35 anos.

O "15-M" (15 de maio), primeiro dia de uma mobilização que se tornou no movimento dos "Indignados", "foi um movimento daqueles que estão na base", congratulou-se Lorenzo Higueras, documentalista, de 52 anos. "Não tínhamos consciência do que erámos: capazes de pensar e de agir", disse.

Este foi "o despertar de cidadãos que sofriam há anos em privado - como se fossem dores ou responsabilidades individuais - os efeitos de uma crise devastadora", escreveu também no jornal El Pais, Rita Maestre, porta-voz da câmara municipal de Madrid, liderada desde o ano passado por uma plataforma cidadã, em parte composta por indignados.

"O movimento alastrou", afirmou Alicia Ortells, enfermeira e militante do partido Podemos, de 57 anos. "Erámos zombies, apáticos. Foi um espetáculo que permitiu às pessoas questionarem-se".

A partir de 2008, mais de dois milhões de espanhóis perderam o seu emprego devido à crise económica, enquanto o governo socialista e depois o dos conservadores, aplicavam políticas de austeridade.

Nas legislativas de dezembro, os eleitores afastaram os dois partidos do poder, fazendo emergir dois novos partidos: Podemos, terceira força política, e Ciudadanos, de centro liberal.

Lusa

  • Os fotogramas que identificaram os autores do ataque em Alcochete 
    2:30

    Crise no Sporting

    A SIC teve acesso às imagens do ataque à Academia do Sporting, em Alcochete, no dia 15 de maio. Os fotogramas registados pelas câmaras de vigilância do centro de treinos fazem parte do processo e foram decisivos para a aplicação da prisão preventiva aos 23 arguidos. No total são 23 minutos de imagens que permitiram identificar os autores dos crimes. 

    Exclusivo SIC

  • As confissões de Sérgio Conceição: do futuro no FC Porto à zanga com Rui Vitória 
    43:14
  • Parceiros sociais retomam hoje discussão sobre legislação laboral

    Economia

    Os parceiros sociais retomam esta tarde a discussão sobre as alterações à legislação laboral nas áreas do combate à precariedade, promoção da negociação coletiva e reforço da inspeção do trabalho. No encontro, marcado para as 15:00 no Conselho Económico e Social (CES), em Lisboa, o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, deverá apresentar um novo documento com alterações face ao que foi proposto aos parceiros sociais há dois meses.

  • Sabia que pode emprestar dinheiro a empresas e ganhar 7% em juros por ano?
    8:05
  • Ministro volta a não se comprometer com aumento dos salários
    2:51

    Economia

    O ministro das Finanças diz que a falta de enfermeiros no Hospital de Santa Maria é meramente transitória. Durante a audição no parlamento, o ministro também foi pressionado, à esquerda e à direita, para aumentar os salários na Função Pública, mas voltou a não se comprometer.

  • É desta que provam a existência do monstro de Loch Ness?

    Mundo

    Para muitos, o monstro de Loch Ness não passa de uma lenda. A verdade é que a existência ou não desta criatura mística continua a suscitar debates entre aqueles que acreditam e os cépticos. Uma equipa internacional de investigadores quer responder finalmente à questão através da recolha de ADN ambiental do Loch Ness, na Escócia.

    SIC