sicnot

Perfil

Mundo

Padre britânico detido no Kosovo por pedofilia

Um padre britânico procurado pela justiça do seu país por pedofilia foi detido esta semana no Kosovo e deverá ser extraditado, indicou hoje um responsável da polícia kosovar.

LUSA

Veton Elshani, chefe da cooperação internacional na polícia do Kosovo, disse à agência France Presse que o homem "foi detido na quarta-feira com base num mandado de detenção europeu emitido pela Grã-Bretanha".

Nascido em 1943 segundo Elshani, o padre, então em liberdade sob caução, estava em fuga desde 2011, antes de ter sido acusado por atos pedófilos. Estes, teriam sido cometidos contra cinco alunos da escola católica Santa Benedita, instituição privada dependente da abadia de Ealing, no oeste de Londres, onde ele ensinava.

O homem "foi detido na cidade de Peja (leste) pela equipa encarregada de seguir o rastro dos fugitivos, a partir de informações do estrangeiro que referiam a sua presença naquele local", precisou o responsável da polícia.

O processo de extradição, que durará no mínimo 40 dias se o padre recusar ser entregue às autoridades britânicas, já foi iniciado.

Em 2011, o Vaticano ordenou uma investigação aos abusos sexuais alegadamente cometidos por clérigos naquela escola. Os factos remontariam aos anos 1960 e teriam continuado até aos anos 2000.

Lusa

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15