sicnot

Perfil

Mundo

Polícia alemã detém 120 ativistas em manifestação contra uso de carvão

A polícia alemã deteve hoje 120 pessoas na sequência de violentos confrontos entre ativistas ambientais e seguranças numa manifestação contra o uso de carvão na região este do país, e dois manifestantes feridos foram levados para o hospital.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Fabrizio Bensch / Reuters

Um porta-voz da polícia, citado pela AFP, disse que os confrontos ocorreram no sábado na região de Lausitz, quando cerca de 300 manifestantes forçaram a entrada na central elétrica de Schwarze Pumpe, propriedade da companhia energética estatal da Suécia, Vattenfall.

De acordo com a polícia, um grupo de ativistas atacou os seguranças da Vattenfall, derrubou vedações e invadiu as instalações.

No entanto, uma porta-voz do grupo Ende Gelaende insistiu que foram os agentes da polícia que deram início à violência quando os manifestantes queriam abandonar o local, adiantando que outro grupo de manifestantes, favorável ao uso do carvão, atacou os ambientalistas no decorrer dos conflitos.

Membros do Ende Gelaende têm estado a bloquear a mina Welzow-Sued desde sexta-feira e conseguiram evitar a saída de algumas entregas de carvão que deveriam ter chegado à estação elétrica de Schwarze Pumpe de comboio no sábado, o que obrigou a central a reduzir a sua produção.

Os protestos integram a campanha 'Break Free' ('Liberta-te', na tradução portuguesa) lançada pela organização internacional ambientalista Greenpeace e outros grupos de defesa do ambiente de países como os Estados Unidos, Canada, Brasil, que se opõem ao uso de combustíveis fósseis.

A campanha, que começou no início do mês, termina este fim-de-semana na Alemanha.

A organização disse que mais de duas mil pessoas de vários países europeus participaram nos protestos, bloqueando a linha férrea em alguns pontos por mais de 40 horas.

Segundo a porta-voz do grupo, Ende Gelaende, ainda se vai discutir por quanto tempo vão continuar os protestos.

A Alemanha, que prevê encerrar todas as centrais nucleares do país até 2022, ainda produz 42% de toda a sua eletricidade a partir do carvão.

Lusa

  • "Foi bonito estar no Real Madrid"

    Desporto

    O internacional português Cristiano Ronaldo insinuou este sábado, após a conquista da Liga dos Campeões, em Kiev, na Ucrânia, com um triunfo por 3-1 frente ao Liverpool, que poderia deixar a equipa do Real Madrid.

  • Leão de Ouro de Souto de Moura faz "muito bem à alma" dos portugueses
    1:53
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos.

  • Na linha do triunfo
    16:49
  • Chamas do incêndio no Europa Park na Alemanha atingiram os 15 metros de altura
    0:57