sicnot

Perfil

Mundo

Presidente eleito das Filipinas promete reintroduzir pena capital

O presidente eleito das Filipinas Rodrigo Duterte prometeu hoje que vai reintroduzir a pena de morte no país e que vai dar às forças de segurança ordens de "atirar a matar" em determinados casos.

© Erik de Castro / Reuters

"O que farei é instar o Congresso a restaurar a pena de morte por enforcamento", disse Duterte numa conferência de imprensa na cidade de Davao (sul).

Também disse que dará ordens às forças de segurança para "atirar a matar" nos casos de operações contra o crime organizado ou de criminosos que resistem à prisão com violência.

Rodrigo Duterte foi eleito presidente das Filipinas na passada segunda-feira, depois de ter presidido à cidade de Davao.

O político seduziu o eleitorado com uma linguagem musculada e crua em torno de dois problemas centrais no país, a criminalidade e a pobreza, o primeiro dos quais prometeu resolver matando milhares de criminosos.

Duterte disse ainda hoje que tinha cancelado os planos de visitar o Vaticano para pedir pessoalmente desculpa ao papa Francisco por lhe ter chamado "filho da...".

Questionado sobre a eventual visita, o presidente eleito das Filipinas referiu que já tinha mandado uma carta e que a viagem poderia ser "um exercício de duplicidade".

Num país com 80% de católicos fervorosos, o candidato a presidente Duterte insultou o papa por ter provocado engarrafamentos durante uma visita às Filipinas.

Lusa

  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser "derrotada como todos os outros"

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • António Guterres, "o governante mais amado desde sempre em democracia"
    2:27

    País

    António Guterres foi distinguido com o grau de honoris causa pela Universidade de Lisboa. A cerimónia decorreu esta manhã e contou com a presença do Presidente da República e do primeiro-ministro. Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou que Guterres foi o governante mais amado da democracia portuguesa.