sicnot

Perfil

Mundo

Bebé de grávida baleada mortalmente no Canadá sobrevive

O bebé de uma grávida baleada mortalmente no fim de semana num tiroteio na cidade canadiana de Toronto conseguiu sobreviver e encontra-se estável, informou hoje a polícia local.

(Arquivo/Reuters)

(Arquivo/Reuters)

© Regis Duvignau / Reuters

A mulher de 35 anos morreu no domingo à noite quando o veículo em que viajava foi alvejado numa rua na zona noroeste de Toronto. Os tiros foram disparados a partir de outro veículo.

Numa conferência de imprensa hoje realizada, a Polícia de Toronto afirmou desconhecer as razões do tiroteio, mas indicou que o veículo foi atacado de forma premeditada.

"Por alguma razão que neste momento só é conhecida pelo autor, o veículo foi claramente atacado", disse o detetive da Polícia de Toronto, Mike Carbone.

As balas só atingiram a mulher, que estava no banco de trás do carro. Os outros três ocupantes do veículo escaparam ilesos e levaram a mulher para um hospital daquela cidade.

Já no hospital, a morte da mulher foi confirmada e a equipa médica decidiu avançar com uma cesariana para tentar salvar o bebé. O procedimento foi concluído com sucesso e o bebé, cujo sexo não foi divulgado, sobreviveu.

Lusa

  • Passos explica porque se sentiu irritado com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o Presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas de que foi alvo.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.