sicnot

Perfil

Mundo

Chinês abatido pela polícia após matar três homens ao resistir a demolição forçada

Um aldeão chinês foi abatido a tiro pela polícia, na província de Henan, centro da China, após ter morto um funcionário do Governo e dois homens quando resistia à demolição forçada da sua casa.

globaltimes

Segundo o jornal oficial Global Times, Fan Huapei, de 36 anos, terá morto um responsável pelo gabinete administrativo do distrito de Huiji, na cidade de Zhengzhou, e dois trabalhadores da equipa de demolição e ferido um terceiro trabalhador.

Fan terá depois resistido à polícia, que terá primeiro disparado um tiro de advertência, quando o homem tentou escapar de carro, antes de desferir o tiro fatal.

O caso ilustra a frequente tensão entre moradores e autoridades em torno das demolições forçadas na China, com os vizinhos de Fan a apelidá-lo de "herói".

De acordo com o jornal Beijing News, centenas de locais compareceram no funeral de Fan, enquanto 150 aldeões, assim como um grande número de pessoas não identificadas contribuíram com donativos para a família.

A família de Fan disse ao mesmo jornal que a compensação "injusta" proposta pelas autoridades de Huiji terá enfurecido o homem.

Fan terá pago 700.000 yuan (94.000 euros) por um prédio de sete andares, que planeava arrendar, mas o Governo local fixou o valor da compensação em 500.000 yuan (67.000 euros), uma quantia insuficiente para pagar a dívida que este terá contraído.

"A China carece de uma supervisão efetiva em casos de demolições forçadas. As pessoas com propriedades que são demolidas reagem violentamente, e os seus atos são vistos como heroicos", afirmou ao Global Times Hu Xingdou, professor do Beijing Institute of Technology e especialista em questões sociais.

Em janeiro, um hospital de Huiji foi parcialmente demolido com vários médicos e doentes no seu interior sendo que a morgue foi completamente destruída ainda com corpos no necrotério, segundo noticiou na altura a agência oficial chinesa Xinhua.

A mesma fonte relatou que três funcionários do hospital ficaram feridos durante confrontos com os trabalhadores que procediam à demolição.

Lusa

  • Quem deve ser o próximo treinador do FC Porto?

    Desporto

    Nuno Espírito Santo já não é treinador do FC Porto. O técnico e o clube chegaram a acordo mútuo para a rescisão do contrato, que o ligava por mais uma temporada aos dragões. Nuno Pinto da Costa tem agora que encontrar um novo treinador para orientar dos "dragões". Os nomes em cima da mesa são vários. Diga-nos quem deve ser o novo treinador do FC Porto.

  • Os treinadores do FC Porto desde o último título 

    Desporto

    Nunca o FC Porto esteve quatro anos consecutivos sem ganhar um título durante a presidência de Nuno Pinto da Costa. A ausência de vitórias teve início na época de 2013/14, quando começou uma autêntica dança de treinadores.

  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • Divulgado vídeo dos bambardeamentos contra o Daesh no Iraque
    0:42
  • Leão-marinho arrasta criança de doca em Vancouver
    0:51

    Mundo

    O momento em que um leão-marinho arrasta uma menina para a água foi gravado e publicado na internet. Sem nada que fizesse prever, o animal puxou a criança que estava sentada numa doca em Vancouver, no Canadá. A criança foi resgatada de imediato por um familiar e apesar do susto não sofreu ferimentos. O momento de aflição foi testemunhado por vários turistas.