sicnot

Perfil

Mundo

Grupo bacteriano encontrado no oceano poderá ajudar a regular clima

Uma equipa de cientistas britânicos descobriu no oceano um grupo bacteriano que poderá desempenhar um papel importante na regulação do clima da Terra, segundo divulgou hoje a revista especializada Nature Microbiology.

© John Schults / Reuters

O estudo desenvolvido pelos especialistas descobriu que o grupo 'Pelagibacterales', que está incluído entre os organismos mais abundantes no planeta, desempenha um papel importante no processo de estabilização da atmosfera terrestre.

Este grupo, formado até meio milhão de células microbiais, está presente em gotículas de água do mar, equivalentes em tamanho a uma pequena colher.

Ben Temperton, professor do Departamento de Biociência da Universidade de Exeter (Inglaterra), foi um dos elementos da equipa de investigadores que, pela primeira vez, identificou o grupo 'Pelagibacterales' como a origem provável da produção do composto químico sulfureto de dimetilo (DMS).

O DMS estimula a formação das nuvens e é uma substância fundamental na chamada "hipótese de Claw", segundo a qual alguns organismos do fitoplâncton marinho (constituído por seres fotossintéticos de pequenas dimensões, como certas bactérias e algas microscópicas e filamentosas) contribuem para a formação do sulfureto de dimetilo, que posteriormente vai regular a formação das nuvens.

Através de vários processos químicos, o DMS aumenta as micro- gotículas de água, formadas por condensação do vapor de água, que, por sua vez, reduzem a quantidade de luz solar projetada sobre a superfície oceânica.

Estes últimos resultados científicos revelam a importância do grupo 'Pelagibacterales' neste processo e abrem o caminho para novas investigações.

"Este trabalho mostra que o grupo 'Pelagibacterales' constitui um composto importante na estabilidade climática. Se vamos melhorar os modelos de como o DMS tem impacto no clima, precisamos de considerar este organismo como um dos principais contribuintes", afirmou Ben Temperton.

O investigador britânico destacou ainda que o estudo mostrou um resultado "fascinante", ou seja, "a elegância e a simplicidade da produção de DMS no grupo 'Pelagibacterales'".

Lusa

  • "Só numa ditadura é possível tentar esconder o número de vítimas"
    0:51

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O primeiro-ministro diz que é "lamentável" a tentativa de aproveitamento político à volta dos incêndios. António Costa esteve esta quarta-feira à tarde na Autoridade Nacional de Proteção Civil e, no final do briefing, disse que é preciso confiança nas instituições do Estado. O primeiro-ministro deixou ainda muitas críticas à oposição no caso da lista de vítimas de Pedrógão Grande.

  • Sociedade de Pneumologia recomenda cuidados com calor e incêndios

    País

    A Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) alertou esta quarta-feira para os riscos respiratórios decorrentes dos incêndios e temperaturas elevadas, sobretudo para quem sofre de doenças crónicas, propondo medidas preventivas e recordando o aumento de mortalidade associado ao calor.

  • E os 10 mais ricos de Portugal são...

    Economia

    A família Amorim lidera a lista dos mais ricos do país, com uma fortuna avaliada em 3840 milhões de euros. Em segundo lugar surge Alexandre Soares dos Santos com 2532 milhões de euros. A família Guimarães de Mello ainda entra para o top 3, com um valor de 1471 milhões de euros. A lista foi elaborada pela revista EXAME, que conclui que os ricos estão ainda mais ricos, pela quarta vez consecutiva.

    Bárbara Ferreira

  • "Estou grávida! Estou a morrer!"
    1:14
  • Mulher vive sozinha numa ilha há 40 anos

    Mundo

    Zoe Lucas é a única pessoa a viver numa ilha canadiana, no norte do Atlântico. Nas últimas quatro décadas, a mulher de 67 tem partilhado a ilha Sable com cerca de 400 cavalos selvagens e 350 espécies de pássaros.