sicnot

Perfil

Mundo

Nadadora levada para o hospital com tubarão agarrado ao braço

Uma mulher de 23 anos foi mordida no domingo por um tubarão numa praia na Florida, EUA. Teve de ser levada para o hospital com o animal bem agarrado ao braço. Nem morto conseguiram removê-lo.

O pequeno tubarão-enfermeiro com 60 cm de comprimento ferrou bem os dentes e os socorristas não conseguiram tirá-lo do braço da jovem. Foi necessário fazer uma tala especial de forma a apoiar tanto o braço como o tubarão no trajeto para o hospital, revela o jornal South Florida Sun-Sentinel.

De acordo com o Palm Beach Post, alguém que estava na praia matou o tubarão, mas mesmo assim ninguém conseguiu removê-lo.

Estes tubarões-enfermeiro, que em adultos chegam a atingir os 3 metros de comprimento, são numerosos ao longo da costa atlântica da Florida, mas geralmente são inofensivos. São animais noturnos, que se alimentam de pequenos peixes e outras pequenas criaturas marinhas. Por vezes sobem mais à superfície.

Uma testemuna citada pelo Sun-Sentinel afirma ter visto, pouco antes do ataque, outros banhistas e aborrecer o tubarão puxando-lhe a cauda.

O hospital regional de Boca Raton disse que a jovem tinha sido tratada e que teria alta ao final do dia de domingo.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.