sicnot

Perfil

Mundo

Novos atentados em Bagdade fazem pelo menos 39 mortos

Vários atentados, incluindo ataques suicidas, fizeram hoje pelo menos 39 mortos e mais de 100 feridos na capital iraquiana de Bagdade, indicaram fontes médicas e das forças de segurança locais.

© Khalid Al Mousily / Reuters

Foi a segunda vez em uma semana que Bagdade é alvo de ataques violentos atribuídos ao Daesh.

Desde a passada quarta-feira, mais de 140 pessoas, a maioria civis, morreram em ataques que atingiram locais públicos em bairros xiitas da capital iraquiana.

Entre os ataques hoje registados em Bagdade, o mais mortífero foi um atentado suicida com um veículo armadilhado perpetrado no bairro xiita de Sadr City, na zona norte da cidade.

Pelo menos 21 pessoas perderam a vida neste ataque, de acordo com fontes médicas e responsáveis locais da área da segurança.

Outro ataque atingiu o bairro de Chaab, também na zona norte de Bagdade, matando pelo menos 15 pessoas.

Um porta-voz do Ministério do Interior iraquiano, Saad Maan, indicou que este ataque tinha sido perpetrado por uma mulher suicida.

Ao reivindicar o ataque, o Daesh afirmou que o ataque tinha sido realizado por um homem, identificado como Abu Khattab al-Iraqi, que lançou granadas antes de detonar um cinto de explosivos que transportava junto ao corpo.

Os ataques suicidas perpetrados por mulheres são raros no Iraque, nomeadamente nos últimos anos. Um dos mais mortíferos ocorreu num mercado de Bagdade em 2008, quando duas iraquianas com deficiência mental fizeram-se explodir e mataram cerca de 100 pessoas.

Um terceiro ataque com um carro armadilhado matou hoje pelo menos três pessoas em Rashid, na parte sul de Bagdade.

Apesar do apoio da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos que tenta travar os avanços jihadistas no Iraque e treinar as forças iraquianas para a luta contra o grupo radical sunita, esta vaga de atentados vem revelar falhas significativas nos procedimentos de segurança da capital iraquiana.

Com Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.