sicnot

Perfil

Mundo

Novos atentados em Bagdade fazem pelo menos 39 mortos

Vários atentados, incluindo ataques suicidas, fizeram hoje pelo menos 39 mortos e mais de 100 feridos na capital iraquiana de Bagdade, indicaram fontes médicas e das forças de segurança locais.

© Khalid Al Mousily / Reuters

Foi a segunda vez em uma semana que Bagdade é alvo de ataques violentos atribuídos ao Daesh.

Desde a passada quarta-feira, mais de 140 pessoas, a maioria civis, morreram em ataques que atingiram locais públicos em bairros xiitas da capital iraquiana.

Entre os ataques hoje registados em Bagdade, o mais mortífero foi um atentado suicida com um veículo armadilhado perpetrado no bairro xiita de Sadr City, na zona norte da cidade.

Pelo menos 21 pessoas perderam a vida neste ataque, de acordo com fontes médicas e responsáveis locais da área da segurança.

Outro ataque atingiu o bairro de Chaab, também na zona norte de Bagdade, matando pelo menos 15 pessoas.

Um porta-voz do Ministério do Interior iraquiano, Saad Maan, indicou que este ataque tinha sido perpetrado por uma mulher suicida.

Ao reivindicar o ataque, o Daesh afirmou que o ataque tinha sido realizado por um homem, identificado como Abu Khattab al-Iraqi, que lançou granadas antes de detonar um cinto de explosivos que transportava junto ao corpo.

Os ataques suicidas perpetrados por mulheres são raros no Iraque, nomeadamente nos últimos anos. Um dos mais mortíferos ocorreu num mercado de Bagdade em 2008, quando duas iraquianas com deficiência mental fizeram-se explodir e mataram cerca de 100 pessoas.

Um terceiro ataque com um carro armadilhado matou hoje pelo menos três pessoas em Rashid, na parte sul de Bagdade.

Apesar do apoio da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos que tenta travar os avanços jihadistas no Iraque e treinar as forças iraquianas para a luta contra o grupo radical sunita, esta vaga de atentados vem revelar falhas significativas nos procedimentos de segurança da capital iraquiana.

Com Lusa

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa. A Direção-Geral de Saúde vai divulgar ainda esta terça-feira as normas de orientação clínica para que os médicos possam lidar da melhor maneira com este surto.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Incêndio num estádio em Xangai destrói parte da bancada

    Mundo

    O Estádio Hongkou da equipa chinesa Shanghai Shenhua foi atingido esta terça-feira por um incêndio que acabou por danificar parte da bancada e algumas salas no interior da infraestrutura. Para o local, foi enviada uma equipa de bombeiros que conseguiu controlar as chamas.