sicnot

Perfil

Mundo

Acusação do TPI pede "pelo menos 25 anos" de prisão para Jean-Pierre Bemba

O gabinete do procurador do Tribunal Penal Internacional pediu hoje "no mínimo 25 anos" de prisão contra o antigo vice-presidente congolês Jean-Pierre Bemba, considerado culpado de cinco crimes de guerra e contra a humanidade na República Centro Africana.

reuters

Os crimes foram cometidos entre outubro de 2002 e março de 2003 pela milícia do antigo chefe rebelde do norte da República Democrática do Congo e a 21 de março Bemba foi considerado culpado pelo TPI sob o princípio da "responsabilidade do comandante".

A defesa de Bemba pediu entre 12 e 14 anos de prisão.

"Existem duas circunstâncias agravantes: a realização de crimes contra vítimas particularmente vulneráveis e com especial crueldade", afirmou um representante do procurador, Jean-Jacques Badibanga.

O julgamento, iniciado em novembro de 2010, foi o primeiro a condenar o recurso à violação como um crime de guerra.

Os soldados da milícia de Jean-Pierre Bemba, o Movimento de Libertação Congolês (MLC), foram para a República Centro Africana para apoiar o presidente Ange-Félix Patassé, vítima de uma tentativa de golpe de Estado realizada pelo general François Bozizé. Aí mataram, violaram e saquearam.

Vice-presidente da República Centro Africana entre 2003 e 2006, Jean-Pierre Bemba, de 53 anos, já passou oito anos em detenção, após ter sido detido em Bruxelas em 2008.

Arrisca até 30 anos de prisão ou a prisão perpétua se os juízes considerarem que a "extrema gravidade do crime" o justifica. A pena será decidida numa data posterior.

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.