sicnot

Perfil

Mundo

Tartarugas bebés caem na armadilha das luzes artificiais

As tartarugas acabadas de nascer são naturalmente atraídas para o mar graças ao reflexo da Lua nas águas. Mas ficam desorientadas pelas luzes artificiais cada vez mais numerosas tanto na costa como no mar, o que as coloca em perigo de vida.

© STRINGER Mexico / Reuters

Os investigadores da Universidade da Austrália Ocidental acompanharam 40 pequenas tartarugas-verdes (Chelonia mydas) a quem colocaram pequenos transmissores. Concluíram que os trajetos foram significativamente alterados devido às luzes artificiais.

Com uma luz ambiente natural, as trajetórias das tartarugas são praticamente idênticas, orientadas geralmente para norte/noroeste a partir do local de onde partem. Mas com luzes artificiais, estas trajetórias são totalmente diferentes, em 80% na primeira noite dos testes e em 100% na segunda noite.

Este comportamento coloca-as em maior perigo de vida porque ficam à mercê de muitos predadores.

  • Resgate de mais de 300 migrantes no Mediterrâneo
    2:08
  • 10 Minutos com Eurico Reis
    11:20

    10 Minutos

    Há quatro meses que Portugal é um dos poucos países europeus onde é possível recorrer à gestação de substituição. E há já um casal que teve luz verde para começar os tratamentos. Para um balanço, foi nosso convidado Eurico Reis, juiz desembargador e presidente do Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida, a entidade que autoriza os processos de gestação de substituição.

    Entrevista completa

  • Parlamento discute utilização de animais no circo
    2:01