sicnot

Perfil

Mundo

Polícia angolana identifica três suspeitos de homicídio de português em Luanda

A polícia angolana anunciou hoje que está no encalço de três suspeitos do homicídio de um cidadão português ocorrido durante o assalto à sua residência, nos arredores de Luanda, a 20 de abril.

© Mike Hutchings / Reuters

A informação foi avançada à agência Lusa por fonte do Serviço de Investigação Criminal (SIC) de Luanda, adiantando que a polícia está a seguir "algumas pistas" para chegar aos suspeitos, em fuga.

O crime terá sido perpetrado na sequência de um assalto à residência do português António Guerra, de 56 anos, no bairro dos Pescadores, em Cacuaco, Luanda.

Provavelmente por ter reagido ao assalto, o português, natural de Cascais e residente em Angola pelo menos desde 2012, foi morto com violência, tendo os assaltantes levado alguns equipamentos eletrónicos, como telemóveis, tablets, entre outros.

A polícia angolana anunciou também que já identificou dois suspeitos do homicídio de um casal português, que aconteceu igualmente em abril, em Luanda.

Sem adiantar mais pormenores, por o caso estar em investigação, fonte do SIC explicou que a polícia já está no encalço de duas pessoas suspeitas deste homicídio, ocorrido numa via rápida da capital angolana.

O crime deu-se quando o casal seguia na sua viatura, na estrada Luanda-Viana, com o filho, tendo sido surpreendidos por homens encapuzados que atiraram contra os mesmos.

O filho saiu ileso, o pai morreu no local e a mãe acabou por falecer numa unidade hospitalar da cidade, onde foi socorrida.

Durante a ação nada foi roubado, pelo que a polícia suspeita de um ajuste de contas.

Lusa

  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Dono de fábrica que ardeu na Anadia diz que produção não vai ser afetada
    2:04
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52