sicnot

Perfil

Mundo

Cidade indiana atinge 51ºC e bate recorde nacional de temperatura

Uma cidade no norte da Índia bateu o recorde nacional de calor, registando 51 graus celsius, a temperatura mais elevada desde que a medição começou a ser feita no país, anunciaram hoje as autoridades.

Arquivo.

Arquivo.

© Amit Dave / Reuters

O novo recorde foi atingido em Phalodi, no estado do Rajistão, numa altura em que o país é fustigado por uma onda de calor.

O recorde anterior foi de 50,6º C, em 1956.

"Ontem [quinta-feira] tivemos a mais quente temperatura registada no país (...) 51 graus em Phalodi", disse à AFP o diretor do Departamento Meteorológico da Índia, B.P. Yadav.

As temperaturas no norte do país atingem frequentemente os 40 graus em maio e junho, os meses mais quentes do ano, mas é raro ultrapassarem os 50.

O departamento meteorológico emitiu alertas de "onda de calor severa" para vastas zonas das regiões norte e oeste da Índia para este fim de semana.

Lusa

  • Mais de 100 mortos na Índia devido às altas temperaturas

    Mundo

    Mais de 100 pessoas já terão morrido na Índia devido à vaga de calor. As temperaturas ultrapassaram os 40 graus Celsius, acima do normal nesta altura do ano. As autoridades alertaram os hospitais e recomendaram que a população tomasse medidas como ficar em casa, especialmente entre o meio-dia e as 15h00.

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a lider da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleiçoes em vários países, como a Alemanha e a Holanda.