sicnot

Perfil

Mundo

Chefe das forças dos EUA no Médio Oriente fez breve visita à Síria

O chefe das forças norte-americanas no Médio Oriente, general Joe Votel, realizou no sábado uma breve visita à Síria para se encontrar com as autoridades locais e forças especiais dos Estados Unidos, disse à agência France Press uma fonte militar.

Robert Burns

Por seu lado, Brett MacGurk, enviado especial do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, na coligação internacional contra o Daesh, escreveu na rede social Twitter que o chefe do comando das forças dos EUA no Médio Oriente (Centcom) foi, no sábado, à Síria, "para preparar a ofensiva a Raqa", o bastião do Daesh no nordeste do país.

Segundo o porta-voz do Centcom, o general Joe Votel reuniu-se com as forças especiais norte-americanas que estão na Síria e com oficiais das forças democráticas do país, coligação liderada pela milícia curda síria que combate o Daesh no país.

O Centcom não adiantou mais detalhes sobre a visita à Síria do chefe das forças norte-americanas no Médio Oriente.

Com Lusa

  • Bataglia deixou passar 12 milhões pela sua conta a pedido de Salgado
    2:05

    Operação Marquês

    O presidente da Escom e arguido na Operação Marquês Helder Bataglia terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates. O amigo de Sócrates e Bataglia terão combinado várias formas de não levantar suspeitas. A notícia é avançada pelo jornal Expresso na edição deste sábado.

  • Cágado tratado com implante impresso em 3D
    2:26
  • Patrões não aceitam alterações ao acordo de concertação social
    2:25

    Economia

    As confederações patronais foram esta sexta-feira ao Palácio de Belém dizer ao Presidente da República que não aceitam que o Parlamento faça alterações ao acordo de concertação social. Os patrões dizem ainda ter esperança que o Parlamento não chumbe o decreto-lei que reduz a TSU das empresas com salários mínimos.