sicnot

Perfil

Mundo

Áustria vai hoje a votos para eleger novo Presidente

As assembleias de voto abriram hoje na Áustria pelas 07:00 horas (06:00 em Lisboa) com dois candidatos que disputam a presidência, um ecologista e outro de ultradireita, a protagonizar as eleições mais disputadas nos últimos 70 anos.

Norbert Hofer, candidato da extrema-direita e vencedor da primeira volta, terá alcançado 50,2% dos votos

Norbert Hofer, candidato da extrema-direita e vencedor da primeira volta, terá alcançado 50,2% dos votos

© Heinz-Peter Bader / Reuters

Cerca de 6,4 milhões de cidadãos maiores de 16 anos são chamados às urnas para eleger o novo chefe de Estado austríaco da Segunda República, fundada em 1945.

As urnas encerram às 16:00 (hora de Lisboa) e espera-se que os primeiros resultados provisórios sejam anunciados pouco tempo depois.

Norbert Hofer, de 45 anos, candidato do eurocético Partido Liberal (FPÖ), parte em vantagem devido à clara e inesperada vitória na primeira volta, no passado 24 de abril, com 35% dos votos.

O segundo candidato é Alexander Van der Bellen, um economista de 72 anos que entre 1997 e 2008 liderou o partido ecologista e progressista Os Verdes, e que agora concorre como independente.

Tal como em Portugal, o Presidente austríaco tem poderes relativamente limitados. Na Áustria, o poder executivo está nas mãos dos governos e parlamentos central e das regiões. No entanto, o Presidente pode, em determinadas circunstâncias, demitir o governo -- coisa que Hofer já prometeu fazer se for eleito.

Lusa

  • Marcelo na peregrinação de Nossa Senhora de Fátima no Luxemburgo

    Mundo

    O Presidente da República participou esta quinta-feira, a título privado, na peregrinação em honra de Nossa Senhora de Fátima, na cidade luxemburguesa de Wiltz. Milhares de portugueses receberam Marcelo Rebelo de Sousa, que assistiu à missa e, durante alguns minutos, participou na procissão.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.