sicnot

Perfil

Mundo

Áustria vai hoje a votos para eleger novo Presidente

As assembleias de voto abriram hoje na Áustria pelas 07:00 horas (06:00 em Lisboa) com dois candidatos que disputam a presidência, um ecologista e outro de ultradireita, a protagonizar as eleições mais disputadas nos últimos 70 anos.

Norbert Hofer, candidato da extrema-direita e vencedor da primeira volta, terá alcançado 50,2% dos votos

Norbert Hofer, candidato da extrema-direita e vencedor da primeira volta, terá alcançado 50,2% dos votos

© Heinz-Peter Bader / Reuters

Cerca de 6,4 milhões de cidadãos maiores de 16 anos são chamados às urnas para eleger o novo chefe de Estado austríaco da Segunda República, fundada em 1945.

As urnas encerram às 16:00 (hora de Lisboa) e espera-se que os primeiros resultados provisórios sejam anunciados pouco tempo depois.

Norbert Hofer, de 45 anos, candidato do eurocético Partido Liberal (FPÖ), parte em vantagem devido à clara e inesperada vitória na primeira volta, no passado 24 de abril, com 35% dos votos.

O segundo candidato é Alexander Van der Bellen, um economista de 72 anos que entre 1997 e 2008 liderou o partido ecologista e progressista Os Verdes, e que agora concorre como independente.

Tal como em Portugal, o Presidente austríaco tem poderes relativamente limitados. Na Áustria, o poder executivo está nas mãos dos governos e parlamentos central e das regiões. No entanto, o Presidente pode, em determinadas circunstâncias, demitir o governo -- coisa que Hofer já prometeu fazer se for eleito.

Lusa

  • "O bom senso obriga a acordo para a estabilização do sistema financeiro"
    2:06

    Economia

    O Presidente da República disse esta quarta-feira que "o bom senso obriga a que todos estejam de acordo para a estabilização do sistema financeiro". Num aparente recado a Passos Coelho, Marcelo apelou a um consenso de regime e avisou que "não há prazer tático que justifique o desgaste" provocado pelas divisões atuais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.