sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 17 mortos num incêndio em escola na Tailândia

Pelo menos 17 meninas morreram enquanto dormiam devido a um incêndio que atingiu o dormitório da sua escola no norte da Tailândia, informou hoje o comandante da polícia, acrescentando que várias jovens ficaram feridas ou estão desaparecidas.

Incêndio em escola mata pelo menos 17 meninas na Tailândia

Incêndio em escola mata pelo menos 17 meninas na Tailândia

"O incêndio começou às 23:00 de domingo (17:00 em Lisboa). Dezassete meninas morreram e duas estão desaparecidas, além de cinco feridas", disse à AFP Prayad Singsin, comandante da polícia de Vingpatao, em Chiang Rai.

A escola acolhe meninas com idades entre os três e os 13 anos, informou.

Um segundo polícia da mesma esquadra indicou que a escola recebe alunas de localidades empobrecidas das zonas montanhosa.

"O fogo foi apagado, mas as suas causas ainda estão sob investigação", disse Prayad, indicando que especialistas forenses vão hoje deslocar-se ao local.

Fotografias publicadas na página de Facebook da escola mostram os bombeiros com dificuldade em combater as chamas que envolvem o edifício de dois andares.

As comunidades tribais das montanhas não têm muitas vezes acesso aos recursos estatais, sendo prejudicadas ao nível do ensino e da saúde.

  • Marcelo promete entregar carta de menina com paralisia cerebral ao primeiro-ministro
    3:05

    País

    O Presidente da República está preocupado com os cuidadores dos cidadãos que precisam de cuidados paliativos. No Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, que se assinalou este sábado, Marcelo Rebelo de Sousa visitou a Casa do Tejo, em Algés, onde três famílias de crianças com paralisia cerebral e outros problemas de saúde são recebidas em conjunto com os pais para que toda a famíla possa receber apoio de técnicos especializados. O Presidente recebeu uma carta de uma menina de 5 anos, com paralisia cerebral, e prometeu que a vai entregar ao primeiro-ministro, para que seja aberta uma porta legislativa mais larga para os problemas das pessoas deficientes.

  • O impacto e as consequências do referendo em Itália
    1:02