sicnot

Perfil

Mundo

Primeira Cimeira Humanitária reúne em Istambul 50 líderes mundiais

A cidade turca de Istambul recebe hoje e terça-feira a primeira Cimeira Humanitária Mundial, uma iniciativa da ONU sobre os principais desafios mundiais e resposta às crises, com a presença confirmada do primeiro-ministro António Costa.

Primeira Cimeira Humanitária reúne em Istambul 50 líderes mundiais

Primeira Cimeira Humanitária reúne em Istambul 50 líderes mundiais

© Alkis Konstantinidis / Reuter

Mais de 50 líderes mundiais dos quatro continentes e 5.000 intervenientes estão presentes na Cimeira Humanitária Mundial (WHS, a sigla em inglês), designadamente a chanceler alemã Angela Merkel, que deverá manter um primeiro contacto com o novo primeiro-ministro turco Binali Yildirim.

O principal programa da cimeira inclui sete mesas-redondas temáticas, com a previsível participação de responsáveis mundiais, baseadas num relatório do secretário-geral da ONU sobre o atual "estado do mundo", enquanto numa sessão plenária vão ser apresentadas as linhas de ação e os compromissos concretos comuns com o objetivo de garantir a Agenda para a Humanidade 2030, e outros objetivos delineados.

Assim, as mesas-redondas de alto nível entre os dirigentes políticos presentes na WHS -- onde também participam representantes da sociedade civil e do setor empresarial -- vão abordar temas tão diversos como a prevenção e fim de conflitos, respeito pelas leis da guerra, nova abordagem às crises de refugiados e deslocados, ações catalisadoras para garantir a igualdade de género, a resposta aos desastres naturais e alterações climáticas, as formas de "mudar a vida das pessoas" e os meios de promover um "investimento humanitário" sustentado e previsível.

Nesta primeira Cimeira humanitária está previsto o lançamento do "Grande Pacto", uma proposta das Nações Unidas sobre ajuda humanitária e incluída no relatório de janeiro entregue ao secretário-geral, Ban Ki-moon: "Demasiado importante para falhar: abordar as necessidades do financiamento da ajuda humanitária".

A União Europeia (UE) já anunciou que vai apelar no decurso da cimeira à criação de uma parceria global destinada a melhorar a eficácia do sistema de ajuda humanitária.

O programa deste primeiro conclave humanitário mundial prevê ainda a realização de 15 sessões especiais que abrangem desde os desafios da educação à proteção de jornalistas, e com o objetivo de desencadear iniciativas estratégicas.

Entre os contactos bilaterais à margem do conclave, está ainda confirmado para hoje um encontro entre o Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, e o primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras.

Lusa

  • Alianças do PS marcam discursos no Congresso do PS
    2:51
  • Souto de Moura feliz com distinção na Bienal de Arquitetura de Veneza
    1:10
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos. Depois de um curso intensivo de português durante três meses, os jovens vão iniciar o ano letivo em vários pontos do país.