sicnot

Perfil

Mundo

Atentados na Síria mataram 184 pessoas nos últimos dois dias

O balanço de mortos registados nos atentados dos últimos dois dias nas localidades de Yabla e Tartús, na costa mediterrânea síria, aumentou para 184, segundo dados publicados hoje pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Arquivo

Arquivo

© Alaa Faqir / Reuters

O maior número de mortos registou-se em Yabla, na província de Latakia, onde 136 pessoas perderam a vida em cinco explosões.

Duas explosões foram originadas por carros-bomba à entrada da região e perto da estação de autocarros, enquanto as outras três foram realizadas por suicidas com cintos de explosivos e que se detonaram em acessos a dois hospitais e nas imediações da Direção de Eletricidade.

Os meios de comunicação oficiais sírios disponibilizaram até ao momento um valor menor de vítimas, informando 78 mortes e dezenas de feridos.

O grupo radical Estado Islâmico reivindicou a autoria dos atentados e indicou que se tratou de uma vingança devido aos bombardeamentos da Rússia, aliada do regime de Damasco, capital da Síria.

Estes ataques são os primeiros deste tipo que têm lugar nas zonas de Latakia e Tartús, onde vive a grande minoria de alauitas -- à qual pertence o Presidente sírio, Bachar al Asad -- e onde os níveis de violência foram menores desde o inicio do conflito, em março de 2011.

Tartús alberga uma base naval russa e Yabla encontra-se situada perto do aeroporto militar de Hamimim, este utilizado pela aviação russa para lançar os seus bombardeamentos no território sírio.


Lusa

  • As vítimas do ataque de Londres

    Ataque em Londres

    O ataque desta quarta-feira ao Parlamento britânico em Londres fez quatro mortos, incluindo o atacante. Cerca de 40 pessoas de 11 países diferentes ficaram feridas, entre as quais 29 precisaram de ser levadas para o hospital, onde sete continuam em estado crítico.

    Ana Rute Carvalho

  • Inclusão social em Évora
    2:08

    País

    Mais de 40 empresas do distrito de Évora abriram as portas durante um dia a pessoas portadoras de deficiência. É ideia foi sublinhar a importância da  inclusão no mercado de trabalho.