sicnot

Perfil

Mundo

Civis na Síria podem morrer de fome devido a falta de ajuda humanitária

Os civis na Síria vão morrer de fome se Damasco e os grupos rebeldes armados não permitirem maior acesso dos comboios humanitários com alimentos para salvar vidas, disse hoje o enviado especial da ONU para o país.

Síria.

Síria.

Reuters

Há "muitos civis neste momento em perigo de morrer de fome", afirmou Staffan de Mistura aos jornalistas, após uma reunião semanal do grupo de trabalho da ONU para coordenar a entrega de ajuda humanitária na Síria.

"Das cerca de um milhão de pessoas a quem pretendíamos chegar por terra em maio, só conseguimos alcançar 160.000", lamentou Staffan de Mistura.

Os Estados Unidos referiram que mais de 400.000 civis vivem em áreas cercadas na Síria, a maior parte dos quais em zonas controladas pelo regime do Presidente sírio, Bashar al-Assad.

Além disso, mais de quatro milhões de pessoas vivem nas chamadas áreas de "difícil alcance", segundo a ONU.

O conflito na Síria, com início em março de 2011, já provocou mais de 270 mil mortos e 4,5 milhões de refugiados.

Lusa

  • Três irmãos resgatados dos escombros em Itália
    1:24
  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • Graça Fonseca, a primeira governante a assumir-se homossexual
    1:02

    País

    A secretária de Estado da Modernização Administrativa deu uma entrevista ao Diário de Notícias onde assume a sua homossexualidade. É a primeira vez que um governante português o faz. Graça Fonseca assume esta posição pública como uma "afirmação política".

  • Governo quer entregar OE 2018 a 13 de outubro
    1:33
  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.