sicnot

Perfil

Mundo

Confrontos no Chile em manifestações por educação gratuita

Confrontos violentos foram registados na quinta-feira entre as forças da ordem e estudantes, no Chile, para reivindicar uma educação gratuita para todos, uma promessa da Presidente, Michelle Bachelet.

© Ivan Alvarado / Reuters

No centro da capital chilena, alguns manifestantes mascarados atiraram pedras e paus contra a polícia, que reagiu com canhões de água e gás lacrimogéneo.

Segundo dados da polícia comunicados à agência noticiosa AFP, 117 pessoas foram detidas e 32 polícias ficaram feridos.

No sábado, uma manifestação similar resultou num morto, em Valparaíso, quando Bachelet fazia o seu discurso anual perante o Congresso.

A Presidente chilena prometeu uma vasta reforma para acabar com um sistema educativo em grande parte privado e com benefícios para as elites, uma herança da ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990).

Mas depois do lançamento do projeto em 2014, as manifestações de estudantes e professores multiplicaram-se para reclamar a implementação mais rápida e menos seletiva.

Lusa

  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • "Burlão do amor" acusado de tirar 450 mil euros a amante
    2:21

    País

    Um homem com cerca de 50 anos é acusado de tirar 450 mil euros a uma mulher com quem começou por ter uma relação profissional. Ele pedia, ela emprestava. Anos depois, ela ficou insolvente, com dívidas à banca de 214 mil euros e sem emprego. O homem é arguido, nega a relação amorosa entre ambos, mas admite ter recebido dinheiro dela. Garante, no entanto, que tenciona pagar o que deve.