sicnot

Perfil

Mundo

Venezuelanos têm medo de um "banho de sangue"

ENVIADOS SIC

Venezuelanos têm medo de um "banho de sangue"

A falta de alimentos e medicamentos e as longas filas à porta dos supermercados estão a preocupar os venezuelanos que têm receio que o país possa mergulhar numa crise profunda como a que viveu no final da década de 80. Segundo os relatos dos enviados especiais da SIC ao país vive-se um clima de terror e há receio de um "banho de sangue". A jornalista da SIC, Sofia Arêde está na Venezuela a acompanhar os últimos desenvolvimentos.

  • Crise na Venezuela faz crescer mercado negro
    2:53

    Mundo

    Num clima de crescente tensão política e social, a economia paralela na Venezuela tem terreno fértil para crescer. Os enviados da SIC à Venezuela, Sofia Arede e Odacir Júnior estiveram hoje no mercado do Bairro de Petare, uma das maiores favelas do mundo e onde a luta pela sobrevivência corre paralela ao mercado negro.

  • António Costa acompanha "com particular cuidado" situação de portugueses na Venezuela

    Mundo

    Na Venezuela continuam os protestos contra o governo de Nicolás Maduro. Centenas de alunos da Universidade Central manifestaram-se esta sexta-feira em Caracas. Entretanto, o primeiro-ministro, António Costa, afirmou que o Governo está a acompanhar "com particular cuidado" a situação da comunidade portuguesa na Venezuela, tendo-se já reunido com representantes dessa comunidade e com o Governo do país.

  • Dono de submarino é o único suspeito da morte de jornalista sueca
    1:51

    Mundo

    A polícia dinamarquesa confirmou que o corpo decapitado encontrado junto ao mar, perto de Copenhaga, é o da jornalista sueca desaparecida há mais de 10 dias. Kim Wall estava a fazer uma reportagem sobre um submarino artesanal com o criador, que é agora o principal suspeito do crime. Parte do corpo foi encontrada na segunda-feira e identificada através de exames de ADN.