sicnot

Perfil

Mundo

Egito e Palestina defendem união palestiniana para alcançar a paz com Israel

Os presidentes da Autoridade Palestiniana e do Egito destacaram este sábado, no Cairo, a necessidade de alcançar a união nacional palestiniana para conseguir a paz com Israel, disse à agência Efe um membro da delegação palestiniana presente no encontro.

Amr Nabil

Mahmud Abbas e Abdel Fatah al-Sisi debateram no encontro as últimas evoluções na região e na cena palestiniana, sobretudo, a recente iniciativa de França para organizar uma cimeira internacional destinada a impulsionar o processo de paz no âmbito do conflito entre Israel e a Palestina.

Por outro lado, o ministro dos Negócios Estrangeiros da Palestina, Riad al Maliki, destacou, em declarações à imprensa, a "grande importância" da participação de Abbas na reunião extraordinária dos ministros dos Negócios Estrangeiros da Liga Árabe, que hoje se realiza.

A presença de Abbas destina-se, segundo Al Maliki, a "pedir aos ministros dos Negócios Estrangeiros árabes para alcançar uma posição árabe unida (sobre o conflito israelo-palestiniano), que será proposta pelos países árabes na reunião convocada pela França em Paris", em que deverão participar 26 países.

Essa iniciativa será "o início do processo proposto pela França, que terminará com um congresso internacional para encontrar uma solução definitiva para o conflito israelo-palestiniano, que passa pela implementação de um Estado palestiniano independente", acrescentou o ministro.

A França vai organizar a 03 de junho, em Paris, uma conferência ministerial para tentar relançar o processo de paz, na qual estarão representados os membros permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas, da Liga Árabe, da União Europeia e de outros países europeus, mas sem a presença de israelitas e palestinianos.

Atualmente, existem divergências consideráveis entre a corrente de Abbas, a Autoridade Nacional Palestiniana -- que governa a Cisjordânia -, e o movimento islâmico Hamas, sobre a Faixa de Gaza.

Lusa

  • Governo quer aumentar fiscalização a baixas fraudulentas
    1:10

    País

    O Governo quer criar uma bolsa de médicos para fiscalizar quem recebe o subsídio por doença. A intenção foi manifestada à TSF pela secretária de Estado da Segurança Social. Em 2016 foram detetados mais de 56 mil trabalhadores com baixa médica que afinal estavam aptos para trabalhar.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.