sicnot

Perfil

Mundo

Lufthansa anuncia suspensão de voos para a Venezuela

A companhia aérea alemã Lufthansa anunciou hoje que vai suspender os voos entre a Venezuela e a Alemanha a partir de 18 de junho devido à impossibilidade de trocar as receitas para dólares norte-americanos e à baixa procura de voos.

(arquivo)

(arquivo)

© Ralph Orlowski / Reuters

"Esta decisão é tomada em resposta às atuais dificuldades económicas na Venezuela e ao facto de a Lufthansa ser atualmente incapaz de trocar as receitas na moeda local para dólares norte-americanos para as transferir para fora do país", anunciou hoje a empresa alemã, em comunicado, citado pela agência espanhola Efe.

Além disso, a procura de viagens internacionais para Caracas "registou uma nova descida anual em 2015 e no primeiro trimestre de 2016", refere a nota.

No comunicado, a companhia diz lamentar "profundamente" ver-se "obrigada" a suspender o serviço entre Caracas e Frankfurt a partir de dia 18 de junho.

"Os passageiros com reservas em voos posteriores a 18 de junho terão uma nova reserva nos voos da Lufthansa de Bogotá e Panamá", esclarece ainda a companhia alemã, lembrando que a empresa manterá a Venezuela ligada à sua rede mundial via Frankfurt através das companhias parceiras Avianca e Copa Airlines.

O comunicado acrescenta ainda estar em "contacto estreito" com as autoridades da Venezuela, a fim de retomar as ligações a Caracas "o mais rapidamente possível" e que, "por agora", não está previsto o fecho do escritório na capital venezuelana.

Lusa

  • Portugueses na Venezuela temem conflito armado
    3:21

    Mundo

    Entre os portugueses que vivem na Venezuela cresce o temor de que a crise política e económica se transforme num conflito armado. Os enviados da SIC à Venezuela falaram com casal de portugueses que vivem no país para tentar perceber como tentam contornar as dificuldades.

  • Venezuelanos têm medo de um "banho de sangue"
    1:56

    Mundo

    A falta de alimentos e medicamentos e as longas filas à porta dos supermercados estão a preocupar os venezuelanos que têm receio que o país possa mergulhar numa crise profunda como a que viveu no final da década de 80. Segundo os relatos dos enviados especiais da SIC ao país vive-se um clima de terror e há receio de um "banho de sangue". A jornalista da SIC, Sofia Arêde está na Venezuela a acompanhar os últimos desenvolvimentos.

  • António Costa acompanha "com particular cuidado" situação de portugueses na Venezuela

    Mundo

    Na Venezuela continuam os protestos contra o governo de Nicolás Maduro. Centenas de alunos da Universidade Central manifestaram-se esta sexta-feira em Caracas. Entretanto, o primeiro-ministro, António Costa, afirmou que o Governo está a acompanhar "com particular cuidado" a situação da comunidade portuguesa na Venezuela, tendo-se já reunido com representantes dessa comunidade e com o Governo do país.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15