sicnot

Perfil

Mundo

Dez mortos no Bangladesh em atos de violência nas eleições locais

Pelo menos 10 pessoas morreram e milhares ficaram feridas em confrontos entre apoiantes de candidatos rivais às últimas eleições locais no Bangladesh, informou hoje a polícia local.

Níveis sem precedentes de violência e trocas de acusações entre apoiantes têm denegrido as eleições locais, realizadas em fases desde março, registando-se já um total de pelo menos 90 mortes, segundo a mesma fonte.

Durante a última ronda de votação no sábado, três pessoas foram mortas no distrito de Jamalpur e outras sete foram mortas em vários outros locais espalhadas pelo país, disseram as autoridades policiais.

Em Jamalpur, centenas de apoiantes do partido Awami League (AL), no poder, entraram em confronto armado com os rivais: "Três pessoas morreram. Eles tinham marcas de bala e lesões de seta", afirmou o polícia chefe de Jamalpur, Shariful Haq, à agência AFP.

Lusa

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40

    Economia

    Carlos Moedas diz que Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas a propósito da saída do procedimento por défice excessivo. Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, o comissário europeu levanta dúvidas sobre a renegociação da dívida e garante que a escolha de Mário Centeno para a liderança do Eurogrupo vai depender do entendimento dos países do euro.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.