sicnot

Perfil

Mundo

El Niño acabou, mas deixa 100 milhões de pessoas à fome

O El Niño acabou, mas deixou um rasto de destruição que pode deixar cerca de 100 milhões de pessoas à fome, alertam vários cientistas.

reuters

De acordo com cientistas australianos e do Governo dos Estados Unidos, as temperaturas da superfície do Oceano Pacífico, que aumenta significativamente todos os anos, diminuiu para valores normaisl e não deverá voltar a subir este ano.

No entanto, alertam, é possível um efeito contrário - o "La Niña" -, ou seja, a diminuição das temperaturas abaixo dos níveis normais, o que significará maiores chuvadas, inundações e frio em muitos países.

As preocupações centram-se essencialmente em Áfric,a onde 50 milhões de pessoas deverão necessitar de assistência alimentar nos próximos meses, estima o Programa Mundial Alimentar das Nações Unidas. Mas também os países do sul da Ásia têm sido palco de condições climatéricas adversas.

"Milhões de famílias vivem nas condições extremas criadas pelo El Niño. As crianças, em especial, enfrentam a fome, as doenças e a perda das oportunidades que a educação pode dar. Os paíse smais afetados pelo El Niño também enfrentam as alterações climáticas e são as comunidades mais pobres e vulneráveis que vão continuar a ser mais afetadas", alerta Tanya Steele, da Save the Children.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.