sicnot

Perfil

Mundo

Partido alemão debaixo de fogo após comentário sobre Jérôme Boateng

A Alternativa para a Alemanha (AfD) está debaixo de fogo, após um comentário do vice-presidente do partido sobre o jogador de futebol Jérôme Boateng, do Bayern de Munique e da seleção alemã. Alexander Gauland declarou a um jornal que "as pessoas acham [Boateng] um bom jogador de futebol, mas não o querem um como vizinho".

reuters

O comentário desencadeou uma condenação generalizada imediata.

"Não é a primeira vez que somos confrontados com declarações desse tipo", afirmou. "Não há o que comentar. Essas pessoas perdem a credibilidade por conta própria", respondeu o diretor desportivo da seleção alemã, Oliver Bierhoff.

A declaração de Gauland foi de "baixo nível e inaceitável", afirmou por sua vez o ministro da Justiça, Heiko Maas.

O próprio líder da AfD reagiu aos comentários e pediu desculpas pela "impressão que desencadearam".

As declarações de Gauland foram publicadas na edição de domingo do jornal Frankfurter Allgemeine.

Boateng nasceu em Berlim e é filho de mãe alemã e pai ganês.

Face às reações aos seus comentários, Gauland negou entretanto ter insultado Boateng e afirmou que estava a descrever a forma de pensar de algumas pessoas.

"Eu nunca insultei o senhor Boateng, como é insinuado pelo FAS. Eu não o conheço e jamais pensaria em rebaixá-lo como pesso", disse.

O jornal afirmou que a declaração foi dada numa conversa de Gauland com dois jornalistas e reiterou que ela foi reproduzida corretamente.

  • GNR só teve acesso às imagens das agressões em Alcochete 12 horas depois
    1:42

    Crise no Sporting

    A GNR não pôde visionar as imagens de videovigilância da Academia de Alcochete logo que chegou ao local. O sistema estava inoperacional, o que fez com que as imagens só fossem entregues quase 12 horas depois do ataque à equipa do Sporting. Entre as provas recolhidas, estão também impressões digitais e vestígios de sangue encontrados na zona do balneário.

  • Juiz considera que agressões em Alcochete foram "ato terrorista"
    1:59

    Crise no Sporting

    O juiz que decretou a prisão preventiva dos 23 detidos pelo ataque à Academia do Sporting considera que se tratou de um ato terrorista. Diz mesmo que os agressores tiveram um comportamento chocante e que perverte o espírito desportivo. Sete dos 23 detidos já foram condenados por outros crimes, mas não chegaram a pena de prisão.

  • Gonçalo Guedes: o menino franzino que jogava mais que os outros em Benavente
    8:47
  • A promessa que João Mário vai ter de cumprir se Portugal for campeão
    1:36
  • Aprovadas mudanças no acesso ao ensino superior

    País

    O Governo aprovou esta quinta-feira o decreto-lei que estabelece o currículo dos ensinos básico e secundário, bem como os princípios orientadores da avaliação, voltando a nota de Educação Física a contar para a média de acesso ao ensino superior. No caso dos alunos do ensino profissional, são eliminados requisitos considerados discriminatórios no acesso ao ensino superior.

  • Universidade de Coimbra não retira Honoris Causa a Lula
    3:30
  • Estudo acaba com teorias da conspiração sobre a morte de Hitler

    Mundo

    Existem algumas versões sobre o desaparecimento do ditador nazi, Adolf Hitler. Há quem diga que viajou para um país da América do Sul, outros acreditam que está escondido na Antártida e há até quem vá mais longe e acredita que estaria na Lua. Mas, teorias da conspiração à parte, a história oficial diz que Hitler suicidou-se num bunker, em Berlim, Alemanha.

    SIC