sicnot

Perfil

Mundo

Polaco em travessia transatlântica de Nova Iorque a Portugal

Um homem polaco de 69 anos partiu no domingo de Nova Iorque em direção a Portugal, na sua terceira travessia transatlântica em caiaque.

Aleksander Doba, eleito aventureiro do ano em 2015 pela National Geographic depois de duas travessias a solo, partiu de Manhattan, incentivado por uma audiência de cerca de 100 pessoas.

A sua primeira travessia aconteceu entre outubro de 2010 e fevereiro de 2011, levando-o a percorrer uma das zonas mais estreitas do oceano, entre a capital senegalesa Dakar e a cidade brasileira de Acarau.

Na segunda viagem, Doba partiu de Lisboa em outubro de 2013 e chegou à Florida em abril do ano seguinte.

No domingo, o polaco começou o que descreveu como a sua viagem "mais difícil", seis mil quilómetros por zonas de tempestade nas águas geladas no Atlântico Norte.

"Sei que esta vai ser a mais difícil das três. A água é fria. Há muito mais correntes e tempestades previstas. Vai ser interessante", disse.

Apesar dos obstáculos, Doba está determinado a chegar a Lisboa a tempo do seu 70.º aniversário, a 09 de setembro.

"Desde o princípio que planeei fazer um círculo", disse, lembrando como planeou a sua aventura da Europa ou África para a América do Sul, depois da América do Sul para os Estado Unidos e daí para a Europa. "O meu sonho é terminar isto", explicou.


Lusa

  • Espanha e Portugal a um ponto dos oitavos

    Mundial 2018 / Irão

    A Espanha colocou-se esta quarta-feira a um ponto dos oitavos de final do Mundial 2018 e deixou Portugal em situação idêntica, ao vencer o Irão por 1-0, em jogo do grupo B, disputado em Kazan.

  • Os momentos que marcaram o 7.º dia de Mundial
    1:08
  • "Ronaldos nascem na Rússia como cogumelos"
    1:49
  • Os momentos descontraídos dos jogadores
    1:54
  • Ronaldo no País dos Sovietes: O humor russo
    1:32
  • Schulz responde a Trump: "é um especialista em estatísticas criminais"

    Mundo

    "Donald Trump é um especialista em estatísticas criminais: pagamentos a estrelas porno, contactos ilegais com russos e diretores de campanha presos". Foi assim que o deputado alemão Martin Schulz respondeu ao Presidente norte-americano, depois de este ter afirmado várias vezes que a criminalidade na Alemanha aumentou devido à imigração.

    SIC

  • "Vou pedir a alguém que dê esta notícia por mim". Jornalista emociona-se com o caso dos bebés mexicanos separados das famílias
    0:49