sicnot

Perfil

Mundo

Principal companhia aérea da américa latina suspende voos para a Venezuela

A Latam, a principal companhia aérea da América Latina, anunciou hoje que suspendeu indefinidamente os voos com destino à Venezuela devido à crise económica que atinge o país.

© Marcos Brindicci / Reuters

Invocando o "cenário macroeconómico complexo que a região atravessa", a Latam, nascida da fusão entre a chilena LAN e a brasileira TAM, "suspende por uma duração não definida as suas operações no aeroporto internacional Simon Bolivar de Caracas", refere um comunicado da companhia.

A Venezuela, dependente de importações, enfrenta uma grave crise económica, com falta de abastecimento de bens essenciais, e elevada inflação, que em 2015 chegou aos 180%, devido à falta de divisas estrangeiras à baixa do preço do petróleo.

O país encontra-se também a braços com uma crise política desde o início de 2014, acentuada com a vitória da oposição nas legislativas de dezembro de 2015. A oposição pretende a organização de um "referendo revogatório" para destituir o presidente venezuelano Nicolás Maduro.

A companhia aérea alemã Lufthansa também anunciou, no sábado, que vai suspender os voos entre a Venezuela e a Alemanha a partir de 18 de junho devido à impossibilidade de trocar as receitas para dólares norte-americanos e à baixa procura de voos.

Lusa

  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.

  • Inspetores do SEF cansados das promessas do Governo
    1:00

    País

    O sindicato do SEF garante que a segurança contra o terrorismo vai ser assegurada na greve de quinta-feira e sexta-feira nos aeroportos. Acácio Pereira, do sindicato, diz que os inspetores são quase escravos e que estão fartos das promessas do Governo. A greve deverá afetar cerca de 30 mil pessoas. 

  • Graça Fonseca, a primeira governante a assumir-se homossexual
    1:02

    País

    A secretária de Estado da Modernização Administrativa deu uma entrevista ao Diário de Notícias onde assume a sua homossexualidade. É a primeira vez que um governante português o faz. Graça Fonseca assume esta posição pública como uma "afirmação política".