sicnot

Perfil

Mundo

Dezenas protestam em Hong Kong contra mudança de nome do Pikachu

Numa altura em que fãs de todo o mundo aguardam expectantes pelo lançamento de dois novos jogos do Pokémon, alguns, em Hong Kong, concentram as energias num protesto contra a mudança de nome do Pikachu.

reuters

Cerca de duas dezenas de fãs do Pokémon foram para as ruas de Hong Kong manifestar-se contra a decisão da Nintendo de usar o idioma Putonghua (Chinês Mandarim) para traduzir o nome de mais de 100 Pokémons. Os nomes dos personagens tinham sido anteriormente traduzidos usando o Cantonês, a língua maioritária de Hong Kong.

O centro da polémica é o personagem Pokémon Pikachu, que era conhecido como “Beikaaciu” mas que agora será chamado como “Pikaqiu” nos jogos futuros. Mais de 6000 pessoas assinaram a petição em Março pedindo para que a Nintendo revertesse as mudanças, mas o pedido foi aparentemente ignorado.

A Nintendo terá tomado a decisão devido uma controvérsia em Hong Kong onde muitos habitantes temem que depois de décadas de autonomia, a cidade esteja a perder a dentidade cultural enquanto se reintegra com o resto da China.

  • "Tudo o que o Benfica está a fazer é uma forma de coação"
    1:59
    Play-Off

    Play-Off

    DOMINGO 22:00

    As queixas do Benfica contra a Federação Portuguesa de Futebol e a Liga foram tema de debate no Play-Off da SIC Notícias. Rodolfo Reis, Manuel Fernandes e Rui Santos acreditam que a posição está relacionada com o clássico Benfica-Porto do próximo sábado. Já João Alves considera que estes comunicados podem prejudicar o Benfica.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41
  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.