sicnot

Perfil

Mundo

Dezenas protestam em Hong Kong contra mudança de nome do Pikachu

Numa altura em que fãs de todo o mundo aguardam expectantes pelo lançamento de dois novos jogos do Pokémon, alguns, em Hong Kong, concentram as energias num protesto contra a mudança de nome do Pikachu.

reuters

Cerca de duas dezenas de fãs do Pokémon foram para as ruas de Hong Kong manifestar-se contra a decisão da Nintendo de usar o idioma Putonghua (Chinês Mandarim) para traduzir o nome de mais de 100 Pokémons. Os nomes dos personagens tinham sido anteriormente traduzidos usando o Cantonês, a língua maioritária de Hong Kong.

O centro da polémica é o personagem Pokémon Pikachu, que era conhecido como “Beikaaciu” mas que agora será chamado como “Pikaqiu” nos jogos futuros. Mais de 6000 pessoas assinaram a petição em Março pedindo para que a Nintendo revertesse as mudanças, mas o pedido foi aparentemente ignorado.

A Nintendo terá tomado a decisão devido uma controvérsia em Hong Kong onde muitos habitantes temem que depois de décadas de autonomia, a cidade esteja a perder a dentidade cultural enquanto se reintegra com o resto da China.

  • As zonas de guerra que o fogo deixou
    3:13

    País

    A chuva finalmente ajudou na luta contra as chamas e o que fica agora é um cenário de devastação no norte e centro do país. Morreram 37 pessoas, arderam centenas de casas e empresas e há críticas severas à falta de meios.

  • O mapa das vítimas dos incêndios
    1:19

    País

    Aumentou para 37 o número de mortes na sequência dos fogos que assolaram a zona Centro do país desde o fim de semana. Feridos são pelo menos 71. Atualizamos aqui o mapa, segundo o último balanço da Proteção Civil.

  • Visto do céu, Portugal é um país que se vestiu de negro
    3:28
  • "Temos que cuidar dos feridos, temos que recuperar os territórios"
    1:02

    País

    O primeiro-ministro disse hoje que, depois das chamas apagadas, agora é o tempo de passar das palavras aos atos, de decidir e executar. Após uma visita a feridos dos incêndios, em Coimbra, António Costa confirmou que o Conselho de Ministros do próximo sábado vai transformar em medidas as recomendações feitas pela comissão técnica independente.

  • Homem morreu ao tentar salvar animais das chamas
    2:30
  • "Estou a ficar sem água, vai ser um trabalho inglório"
    1:06