sicnot

Perfil

Mundo

Dinamarca vai retirar transexualidade da lista de doenças mentais

A comissão dos assuntos de saúde do parlamento da Dinamarca decidiu esta terça-feira por unanimidade retirar a transexualidade da lista de doenças mentais divulgada pela Direção-geral de Saúde daquele país. A medida entrará em vigor a 1 de janeiro de 2017.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Eric Gaillard / Reuters

"Os transexuais na Dinamarca sentem como um estigma o facto de estarem ligados a um diagnóstico de doença mental dentro dos distúrbios de comportamento", declarou o porta-voz para os assuntos de saúde do Partido Social-democrata dinamarquês, Flemming Møller Mortensen.

A proposta inicial foi apresentada em fevereiro passado pela Lista Unitária - Aliança Vermelha e Verde (esquerda) e pela A Alternativa (uma nova formação ecologista de centro), tendo reunido o apoio posteriormente das restantes forças partidárias do parlamento dinamarquês e de várias organizações como a Amnistia Internacional e diversos grupos de defesa dos direitos da comunidade LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgénero).

"É um grande passo para os transexuais dinamarqueses e em todo o mundo que os políticos dinamarqueses tenham aprovado de forma tão clara a retirada da transexualidade da lista de doenças mentais. Isto faz da Dinamarca um país pioneiro para os seus direitos", referiu a secção dinamarquesa da Amnistia Internacional, num comunicado.

A Dinamarca permite desde setembro de 2014 que os transexuais mudem de sexo legalmente, sem necessidade de fazer qualquer intervenção cirúrgica ou de ter um diagnóstico médico.

Lusa

  • "Fiz coisas de que me envergonho"
    2:31
  • Mulheres heterossexuais têm menos orgasmos que as lésbicas

    Mundo

    As mulheres heterossexuais têm menos orgasmos que as lésbicas ou bissexuais, ou mesmo que todos os homens hetero, homo ou bissexuais. O estudo que dá conta desta realidade revela também o que fazer para aumentar as hipóteses de uma mulher alcançar um orgasmo.

  • Portugal é o segundo país da Europa com mais emigrantes
    1:39

    País

    São 2,3 milhões os portugueses que vivem no estrangeiro, ou seja, 22% da população. O último relatório do Observatório da Emigração relativo a 2015 mostra que se manteve o mesmo número de saídas de Portugal para o estrangeiro registadas no pico atingido em 2013: acima das 110 mil por ano. O Reino Unido é o principal país de destino.

  • Descoberta produção de canábis em abrigo nuclear 

    Mundo

    A polícia britânica descobriu, no sul de Inglaterra, um antigo abrigo nuclear subterrâneo adaptado à produção de canábis em grande escala. A operação levou à detenção de cinco homens e um adolescente de 15 anos. Foram também apreendidas milhares de plantas de canábis.

  • Carnaval na Almirante Reis
    2:39

    País

    Lisboa também celebra o Carnaval e esta manhã mais de três mil crianças participaram num desfile pela Avenida Almirante Reis, alunas de escolas públicas e privadas de 24 nacionalidades. Na freguesia de Arroios vivem estrangeiros de 79 nacionalidades.