sicnot

Perfil

Mundo

Adolescente chinês esconde-se no porão de avião num voo de nove horas

Um adolescente chinês escondeu-se no porão de um avião dos Emirados Árabes durante um voo de nove horas até ao Dubai, onde pretendia fazer fortuna.

O passageiro clandestino de 16 anos foi encontrado depois do voo proveniente de Shanghai ter aterrado no Dubai na sexta-feira, disse o diário 7Days.

"Ele disse-nos que viajar na secção das malas do avião foi confortável", disse o assistente do chefe da polícia do Dubai, o General Ahmed Bin Thani.

"Ele planeou vir para o Dubai depois de ouvir falar do estilo de vida, e ele queria ganhar dinheiro", acrescentou.

O passageiro clandestino de Bazhong, no sudoeste da China, disse que ouviu um rumor na internet de que "até os mendigos" conseguem fazer muito dinheiro no Dubai, disse o jornal, citando meios de comunicação chineses.

Não ficou claro como é que o adolescente - que continua sob a custódia daquele emirado do Golfo Pérsico - conseguiu entrar no porão - que é normalmente pressurizado e tem temperatura controlada - ao contrário dos poços das rodas onde os passageiros clandestinos arriscam a morte devido às temperaturas geladas e à falta de oxigénio.

Lusa

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.