sicnot

Perfil

Mundo

Dois mortos em tiroteio na Universidade de UCLA em Los Angeles

A Universidade de UCLA em Los Angeles, nos Estados Unidos, encontra-se encerrada. Depois de um tiroteio a polícia confirma a existência de duas vítimas mortais. O atirador ainda se encontra dentro do edíficio. A polícia avançou entretanto que um dos mortos esteve envolvido no tiroteio.

Ringo H.W. Chiu

"Temos duas vítimas", disse um porta-voz da polícia, em declarações à agência noticiosa francesa AFP, acrescentando que elementos das forças policiais estão a realizar buscas no 'campus' universitário para tentar encontrar o presumível atirador.

Por motivos de segurança, todo o complexo universitário da UCLA foi colocado em isolamento.

O mesmo porta-voz referiu que o tiroteio foi relatado pouco antes das 10:00 locais (18:00 em Lisboa) numa zona identificada como Boelter Hall, que faz parte do departamento de engenharia da UCLA.

Dezenas de carros da polícia e equipas de reação imediata foram destacados para o campus. Os estudantes e todos os funcionários receberam ordens para encontrarem um lugar seguro e permanecerem nesse local até novas ordens.

Última atualização às 20.00

Com Lusa

  • Chamas no concelho de Torre de Moncorvo ameaçaram aldeia
    1:30

    País

    Dois incêndios no concelho de Torre de Moncorvo deram luta aos bombeiros na tarde de ontem e também durante toda a noite. As chamas estiveram muito próximas da aldeia de Cabanas de Cima, mas os bombeiros conseguiram desviar o fogo.

  • Se

    Se Jaime Marta Soares tiver razão, se a ciência e as autoridades não forem - outra vez? - manipuladas pelo poder político, se a investigação - independente - concluir que o fogo começou muito antes da trovoada, então, estamos diante de um dos maiores embustes do Portugal democrático.

    Pedro Cruz

  • A reconstrução da Nacional 236
    1:44
  • Harry admite que ninguém na família real britânica quer ser rei ou rainha

    Mundo

    O príncipe Harry admitiu que nenhum dos mais jovens membros da família real britânica quer ser rei ou rainha. Numa entrevista exclusiva à revista norte-americana Newsweek, na qual aborda temas como a morte da mãe, que perdeu com apenas 12 anos, Harry afirma que ele e o irmão estão empenhados em "modernizar a monarquia".

    SIC