sicnot

Perfil

Mundo

Milhares contra Keiko Fujimori antes das eleições no Peru

Milhares de pessoas manifestaram-se na capital do Peru na terça-feira contra Keiko Fujimori, candidata favorita à vitória na segunda volta das eleições presidenciais, a realizar no domingo.

© Guadalupe Pardo / Reuters

Os manifestantes entoaram 'slogans' como "Keiko Não!" e "Não a um estado administrado por traficantes", em alusão ao pai da candidata, o antigo Presidente Alberto Fujimori.

Keiko Fujimori, de 41 anos, foi a mais votada nas eleições presidenciais de abril, mas como não obteve a maioria necessária para formar Governo, haverá uma segunda volta a 05 de junho.

O seu adversário é o economista e ex-ministro da economia Pedro Pablo Kuczynski.

A candidata a primeira mulher Presidente do Peru, pelo partido de direita Força Popular, é descrita como a herdeira política da década 1990-2000, quando o seu pai estava no poder.

Alberto Fujimori, de 77 anos, cumpre uma pena de 25 anos de prisão por crimes de violação dos direitos humanos e corrupção.

Lusa

  • "Almaraz: Uma bomba-relógio aqui ao lado"
    1:56
  • 105 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.