sicnot

Perfil

Mundo

Primeira caravana de ajuda entra em Daraya na Síria

Uma caravana com ajuda humanitária entrou hoje na cidade síria de Daraya, controlada pelos rebeldes, disse a Cruz Vermelha, a primeira entrega desde o cerco que o regime de Damasco montou em 2012.

© Omar Sanadiki / Reuters

As Nações Unidas avisaram, no mês passado, que se não houvesse evolução no acesso à ajuda a zonas cercadas até 1 de junho, iria encarregar o Programa Alimentar Mundial de começar a dar assistência aérea na Síria.

O Comité Internacional da Cruz Vermelha disse que tanto os funcionários das Nações Unidas como do Crescente Vermelho Árabe Sírio estiveram envolvidos na entrega de hoje.

Segundo o conselho local da cidade cercada pelos rebeldes, a caravana incluía apenas "abastecimentos médicos" e não tinha qualquer ajuda alimentar para as populações famintas.

Daraya foi uma das primeiras cidades da Síria a manifestar-se contra o governo em 2012 e um dos primeiros sítios a ficarem sob um rigoroso regime de cerco no final de 2012.

Cerca de 8.000 pessoas vivem na cidade, que fica apenas a 15 minutos de carro a sudoeste de Damasco.

Apesar da intensificação dos apelos dos seus residentes, das Nações Unidas e dos grupos de direitos humanos, o governo sírio tem até agora recusado permitir ajuda à cidade.

A 12 de maio foi negada a permissão para entrar a cinco camiões de ajuda humanitária à espera nos arredores de Daraya, numa dramática rejeição de 11 horas.

"Da última vez, as pessoas encheram as ruas à espera que a ajuda entrasse", disse à AFP a ativista Shadi Matar, de dentro de Daraya.

"Desta vez, não havia ninguém. Tinham medo que o regime os bombardeasse e eles sabem que a ajuda humanitária apenas tem abastecimentos médicos", disse.

No início do dia de hoje, a Rússia anunciou que haveria uma trégua local por 48 horas em Daraya para assegurar que a ajuda seria entregue com segurança.

As paragens de combate temporárias foram introduzidas em Daraya e noutro lugar, de forma a reforçar um cessar-fogo mais amplo mediado pela Rússia e pelos EUA para faixas do território sírio.

Lusa

  • Número de mortos nos incêndios sobe para 43

    País

    Os incêndios florestais que deflagraram no domingo em várias zonas do país provocaram 43 mortos, disse esta quinta-feira à Lusa a adjunta do comando nacional da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), Patrícia Gaspar. Trata-se de um homem que foi encontrado esta quinta-feira.

  • Casas de Luís Filipe Vieira e Pedro Guerra foram alvo de buscas
    2:39

    Desporto

    O caso dos emails levou esta quinta-feira a Polícia Judiciária a fazer buscas no Estádio da Luz e nas casas de Luís Filipe Vieira, o comentador Pedro Guerra e Paulo Gonçalves, o assessor jurídico do clube das águias. O advogado foi constituído arguido, mas só porque um advogado para ser alvo de buscas precisa de ser arguido.

  • Vitória de Guimarães mais longe dos 16 avos da Liga Europa
    1:48
  • Quem está ao lado de Trump? Melania ou uma sósia?

    Mundo

    A especulação surgiu no Twitter: estaria Trump acompanhado de uma sósia de Melania para ocultar a ausência da mulher num evento oficial? A teoria da conspiração ganhou depois força nas redes sociais. Julgue por si mesmo.

    SIC

  • Norte-americano entrega-se após perder aposta com a polícia no Facebook

    Mundo

    Um jovem de 21 anos procurado pela polícia norte-americana entregou-se, esta segunda-feira, depois de perder uma aposta com a polícia, no Facebook. Michael Zaydel prometeu entregar-se se uma publicação sobre o seu desaparecimento chegasse às mil partilhas, na rede social. O jovem norte-americano prometeu ainda levar uma dúzia de donuts, caso os agentes da cidade de Redford conseguissem ganhar a aposta.

    SIC