sicnot

Perfil

Mundo

Primeira caravana de ajuda entra em Daraya na Síria

Uma caravana com ajuda humanitária entrou hoje na cidade síria de Daraya, controlada pelos rebeldes, disse a Cruz Vermelha, a primeira entrega desde o cerco que o regime de Damasco montou em 2012.

© Omar Sanadiki / Reuters

As Nações Unidas avisaram, no mês passado, que se não houvesse evolução no acesso à ajuda a zonas cercadas até 1 de junho, iria encarregar o Programa Alimentar Mundial de começar a dar assistência aérea na Síria.

O Comité Internacional da Cruz Vermelha disse que tanto os funcionários das Nações Unidas como do Crescente Vermelho Árabe Sírio estiveram envolvidos na entrega de hoje.

Segundo o conselho local da cidade cercada pelos rebeldes, a caravana incluía apenas "abastecimentos médicos" e não tinha qualquer ajuda alimentar para as populações famintas.

Daraya foi uma das primeiras cidades da Síria a manifestar-se contra o governo em 2012 e um dos primeiros sítios a ficarem sob um rigoroso regime de cerco no final de 2012.

Cerca de 8.000 pessoas vivem na cidade, que fica apenas a 15 minutos de carro a sudoeste de Damasco.

Apesar da intensificação dos apelos dos seus residentes, das Nações Unidas e dos grupos de direitos humanos, o governo sírio tem até agora recusado permitir ajuda à cidade.

A 12 de maio foi negada a permissão para entrar a cinco camiões de ajuda humanitária à espera nos arredores de Daraya, numa dramática rejeição de 11 horas.

"Da última vez, as pessoas encheram as ruas à espera que a ajuda entrasse", disse à AFP a ativista Shadi Matar, de dentro de Daraya.

"Desta vez, não havia ninguém. Tinham medo que o regime os bombardeasse e eles sabem que a ajuda humanitária apenas tem abastecimentos médicos", disse.

No início do dia de hoje, a Rússia anunciou que haveria uma trégua local por 48 horas em Daraya para assegurar que a ajuda seria entregue com segurança.

As paragens de combate temporárias foram introduzidas em Daraya e noutro lugar, de forma a reforçar um cessar-fogo mais amplo mediado pela Rússia e pelos EUA para faixas do território sírio.

Lusa

  • "Já só lhes resta uma coisa: bisbilhotar comunicações privadas"
    2:57

    Caso CGD

    O primeiro-ministro diz que o PSD atingiu o grau zero da política, quando chegou à "bisbilhotice" de querer ver as mensagens trocadas entre o ministro das Finanças e António Domingues. A polémica da Caixa Geral de Depósitos voltou a marcar o debate quinzenal, com António Costa a garantir que nunca esteve em causa a entrega de declarações da administração. Já o PSD e o CDS a acusaram o Governo de violar as regras da transparência e de oprimir os direitos da oposição.

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.