sicnot

Perfil

Mundo

Cunhada da apresentadora Ana Hickmann que foi baleada agradece apoio no Instagram

A apresentadora brasileira Ana Hickmann foi vítima de uma tentativa de homicídio por parte de um fanático. O homem invadiu o quarto de hotel onde estava alojada ex-modelo, disparou sobre a cunhada de Hickmann e acabou por ser morto pelo cunhado da apresentadora, que reagiu disparou sobre o agressor. Giovana teve hoje alta hospitalar.

Giovana Alves de Oliveira deixou esta quinta-feira o Hospital Síria Libanês, onde estava internada desde o dia 25 de maio, depois de ter sido transferida da Região Metropolitana de Belo Horizonte.

No Instagram, a cunhada da apresentadora agradece a todos que a apoiaram, em especial ao cabeleireiro Júlio Figueiredo, que a tirou do hotel e a levou para o hospital depois de ter sido baleada.

De acordo com a assessoria de Ana Hickmann, Giovana já prestou declarações às autoridades brasileiras assim como um irmão do fã e um segurança do hotel.

O fã estaria no mesmo hotel e terá obrigado o cunhado de Hickmann, Gustavo Correa, a ir até ao quarto onde estava a apresentadora e a sua esposa Giovana.

Através do perfil de Giovana, Gustavo Correa também agradeceu a preocupação de todos dizendo que "não há o que fazer a não ser aguardar".

A família do fã, Rodrigo Augusto de Pádua, admitiu saber do fascínio do jovem fã pela modelo.

  • Fanático tenta assassinar apresentadora brasileira
    3:22

    Mundo

    A apresentadora brasileira Ana Hickmann foi vítima de uma tentativa de homicídio por parte de um fanático. O homem invadiu o quarto de hotel da ex-modelo, disparou sobre a cunhada de Hickmann e acabou por ser morto pelo cunhado da apresentadora, que reagiu contra o agressor. A apresentadora deu uma entrevista menos de 24 horas depois do ataque a contar o que se passou. O caso está a chocar o Brasil, também porque a Rede Globo recusou-se a dar a notícia.

  • "Não há nenhuma meta com Bruxelas", garante Centeno no Parlamento
    0:57

    Economia

    O ministro das Finanças afirma que o Programa de Estabilidade é debatido em Lisboa e não em Bruxelas.Esta manhã, no Parlamento, Mário Centeno assegurou ainda que as metas são as mesmas com que se comprometeu no programa do Governo e garante que não há nenhuma meta acordada com Bruxelas.