sicnot

Perfil

Mundo

Maior navio viking contemporâneo atinge costa leste do Canadá

O maior navio Viking contemporâneo chegou na quarta-feira ao Canadá, comandado pelo sueco Bjorn Ahlander, com outros 32 tripulantes, depois de cinco semanas de viagem que começaram no sul da Noruega.

drakenexpeditionamerica.com

drakenexpeditionamerica.com

O "Draken Harald Harfagre" tem 35 metros de comprimento e oito de largura e foi construído em 2010 de acordo com vestígios arqueológicos e textos antigos.

O navio saiu do sudoeste da Noruega, de Haugesund, a 26 de abril e ancorou na quarta-feira na costa canadiana da Terra Nova, anunciaram os tripulantes na rede social Facebook.

Bjorn Ahlander escreveu no site da expedição: "Não foi fácil, encontrámos muitos problemas ao longo da viagem, mas a tripulação teve bom estado de espírito e trabalhou muito durante todo o caminho".

O site da expedição, em constante atualização, revela um trajeto que acaba em Nova Iorque, depois de passar por vários portos dos Estados Unidos, num projeto que quer redescobrir "uma das viagens marítimas mais mitológicas" e acompanhar a "descoberta viking do novo mundo", mais de mil anos depois.

As paragens incluíram as ilhas Shetland, Faroe, Islândia e Gronelândia.

Segundo muitos historiadores, o explorador viking Leif Erikson chegou ao continente americano no ano 1000, quase cinco séculos antes de Cristóvão Colombo, que chegou à América em 1492.

O Canadá encontrou, também na Terra Nova, em 1960, vestígios da presença de vikings datados de entre 900-1050 dC.

Lusa

  • Autópsia à mulher baleada pela PSP contradiz agentes
    1:28

    País

    A mulher que morreu acidentalmente durante uma perseguição da PSP terá sido baleada no pescoço e o trio terá sido disparado por trás. Entretanto, segundo a imprensa, a PJ ainda não encontrou vestígios do tiroteio, entre os assaltantes do multibanco de Almada e a PSP.

  • Marinha dos EUA considera "absolutamente inaceitável" desenho de um pénis no céu

    Mundo

    Os cidadãos do Condado de Okanogan, em Washington, foram surpreendidos esta quinta-feira com o contorno de um pénis no céu. A imagem resultou de um rasto de condensação deixado por um avião militar norte-americano. A Marinha confirmou que um dos seus pilotos tinha desenhado a figura no ar e defendeu que a situação era "absolutamente inaceitável".