sicnot

Perfil

Mundo

Cinzas dos incêndios no Canadá chegam à Suíça

As cinzas e poeiras geradas pelos grandes incêndios que assolaram o oeste do Canadá, em maio, chegaram à Suíça, anunciaram hoje os meteorologistas suíças.

© Handout . / Reuters

"Os fogos injetaram uma enorme quantidade de poeira na atmosfera", cuja presença "é atualmente medida na Suíça", afirmaram as autoridades meteorológicas num relatório publicado na sua página eletrónica e apresentado hoje numa conferência de imprensa.

A MeteoSuisse refere ainda que foi possível determinar, a partir de imagens de satélite, que as partículas observadas na estação de medição em Payerne, a oeste de Fribourg, entre 24 e 25 de maio, tinham sido emitidas no oeste do Canadá, a 19 e 20 de maio.

As concentrações medidas na Suíça não representam qualquer risco para a saúde, garantiram as autoridades.

Cerca de 100.000 pessoas foram evacuadas com urgência a área de Fort McMurray no início de maio devido a um enorme incêndio florestal.

Lusa

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.