sicnot

Perfil

Mundo

Ex-diretor da Petrobras diz que Dilma mentiu sobre compra de refinaria

O ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró afirmou que a Presidente com mandato suspenso, Dilma Rousseff, mentiu sobre a compra da refinaria de Pasadena e que deveria saber que políticos do Partido dos Trabalhadores (PT) recebiam subornos.

© Rodolfo Buhrer / Reuters

Numa delação premiada (prestação de informações em troca de redução de pena) tornada pública esta quinta-feira e citada pela imprensa local, Nestor Cerveró disse que "Dilma Rousseff tinha todas as informações sobre a refinaria de Pasadena", conhecendo-as ao detalhe.

Segundo o ex-diretor da Petrobras, que está preso desde janeiro de 2015, o Conselho de Administração, na altura presidido por Dilma Rousseff, não aprovava temas com base em resumos executivos, sendo que quando havia alguma dúvida, eram solicitados esclarecimentos, o que não aconteceu neste caso.

Assim, o delator disse que "não corresponde à realidade" a afirmação da Presidente temporariamente afastada de que aprovou a compra da refinaria, em 2006, porque não tinha informações completas.

Nestor Cerveró acrescentou que "houve certa pressa" na aprovação do projeto pelo conselho.

O Tribunal de Contas da União considerou que as operações para adquirir a refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, deram um prejuízo de 792 milhões de dólares (710 milhões de euros) à estatal.

O delator entendeu que Dilma Rousseff deveria saber que políticos do PT recebiam subornos oriundos da Petrobras, mas não teve conhecimento de nenhum pedido de suborno feito por ela.

Nestor Cerveró relatou um encontro entre Delcídio Amaral e Dilma Rousseff em que ela terá dito ao ex-senador que "cuidaria dos meninos", ou seja, tiraria Nestor Cerveró e Renato Duque, ex-diretor de serviços da Petrobras, da prisão.

Lusa

  • O dia em que o Brexit começa
    1:25

    Brexit

    A primeira-ministra britânica já assinou a carta que vai enviar ao Conselho Europeu para formalizar a vontade do Reino Unido de sair da União Europeia. O artigo 50.º do Tratado de Lisboa será ativado nas próximas horas. Na véspera, Theresa May recebeu da Escócia um novo contratempo político.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Governo vai dar mais meios à investigação criminal
    2:34

    País

    A ministra da Justiça garante que o Governo vai dar mais meios à investigação criminal, mas assegura que não vai mexer nos prazos dos inquéritos. A questão tem sido insistentemente levantada pela defesa de José Sócrates, que se queixa de que a Operação Marquês já ultrapassou todos os prazos.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.