sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 10 mortos na Índia em confrontos entre polícia e seita que ocupava parque

Mais de dez pessoas morreram na Índia na sequência de confrontos durante uma operação da polícia para expulsar os membros de uma seita que ocupavam ilegalmente um parque público há dois anos, informou a polícia.

Arquivo

Arquivo

© Adnan Abidi / Reuters

A agência France Press dá conta de 15 mortos, enquanto a agência Efe, por sua vez, fala em pelo menos 12 mortos.

Ambas as agências noticiosas referem dois polícias entre os mortos.

Os confrontos ocorreram na noite de quinta-feira, durante a operação da polícia, em cumprimento de uma ordem judicial, para expulsar os cerca de 3.000 seguidores da seita que estavam acampados no parque na cidade de Mathura, cidade do estado de Uttar Pradesh, no norte da Índia.

Os ocupantes do parque foram identificados pela imprensa local como membros do Swadheen Bharat Vidhik Satyagrahi, um grupo de extrema direita hinduísta.

O ministro do interior da Índia, Rajnath Singh, manifestou na rede social Twitter a sua "angústia pela perda de vidas humanas nos incidentes de violência em Mathura".

Lusa

  • Curiosidades sobre o Mundial da Rússia
    3:08
  • Inocência e talento marcaram o 9.º dia de Mundial
    0:56
  • Ronaldo no País dos Sovietes: Algumas curiosidades
    1:54
  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • A queda aparatosa do selecionador do Brasil
    0:05
  • Dia de limpezas em Chaves após violenta tempestade
    2:44
  • Athanasia, uma mulher sem medo das alturas
    0:35

    Mundo

    É grega, chama-se Athanasia Athineau, tem 29 anos e pertence à unidade de forças especiais da Grécia. O salto que podemos ver é de 10 mil pés, mas Athanasia faz também saltos de 30 mil. Neste caso, caíu a uma velocidade de 250 quilómetros por hora antes de abrir o pára-quedas.

  • Talheres de Hitler vendidos por 14 mil euros

    Mundo

    Um conjunto de duas facas, três colheres e três garfos de prata, que pertencia a Adolf Hitler, foi vendido em Dorset, Inglaterra, pelo valor de 12.500 libras (aproximadamente 14.200 euros). O serviço de talheres foi criado no âmbito das celebrações do 50.º aniversário do ditador nazi.

    SIC