sicnot

Perfil

Mundo

Michelle Obama critica muros de Trump

A primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, enalteceu hoje a diversidade do país contra os "muros" propostos pelo republicano Donald Trump, durante uma cerimónia em uma universidade de Nova Iorque.

© Carlos Barria / Reuters

"Aqui nos Estados Unidos não vamos sucumbir ao medo, não deixamos que as nossas diferenças nos dividam, nem construímos muros para deixar as pessoas de fora", disse Michelle Obama, durante uma cerimónia na City College of New York.

Na cerimónia, Michelle Obama aproveitou para alertar para os líderes que "demonizam" as pessoas por serem diferentes, para quem a diversidade é uma "ameaça" e para os que propõem a "raiva" e a "intolerância" como pilares.

"É o poder das nossas diferenças que nos permite ser mais inteligentes e criativos porque sabemos que a nossa grandeza vem de saber apreciarmos os pontos fortes dos outros", afirmou Michelle Obama, perante cerca de 4.000 estudantes.

A primeira-dama salientou que naquela universidade estudam alunos de 150 nacionalidades, onde todos os dias são faladas mais de 100 línguas, transformando o local num "paraíso", porque não é preciso esconder os nomes e os sotaques.

"O talento e o esforço, combinados com formação e uma experiência de vida diversificada, sempre foram a força motriz da singular engenhosidade norte-americana", disse, acrescentando que aqueles alunos são a melhor prova de que o sonho norte-americano ainda continua.

Lusa

  • 10 Minutos com Eurico Reis
    11:20

    10 Minutos

    Há quatro meses que Portugal é um dos poucos países europeus onde é possível recorrer à gestação de substituição. E há já um casal que teve luz verde para começar os tratamentos. Para um balanço, foi nosso convidado Eurico Reis, juiz desembargador e presidente do Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida, a entidade que autoriza os processos de gestação de substituição.

    Entrevista completa

  • Parlamento discute utilização de animais no circo
    2:01
  • Seis meses depois da tragédia de Pedrógão Grande
    5:55

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Assinalou-se este domingo meio ano desde que o país ficou em choque com o rasto de morte e destruição causado pelos incêndios florestais na região centro. A tragédia de Pedrogão Grande foi há precisamente seis meses. Enquanto segue a reconstrução no tempo possível e com o Natal à porta, a vida prossegue, mas não voltará a ser mesma.

  • A inédita entrevista do príncipe Harry a Barack Obama
    0:47

    Mundo

    Foi divulgado um vídeo pouco habitual em que aparece o príncipe Harry a entrevistar Barack Obama para um programa de rádio. A conversa foi gravada em setembro, durante um evento desportivo para militares com deficiência, e será transmitida na íntegra no dia 27 de dezembro.