sicnot

Perfil

Mundo

Morreu o líder histórico da resistência de Cabinda Nzita Tiago

O Presidente e fundador da Frente de Libertação do Enclave de Cabinda (FLEC/FAC), Nzita Tiago morreu com 88 anos em Paris, onde vivia desde a década de 70. Criou a FLEC em 1963. Desde jovem ligou-se às causas da independência, primeiro de Angola e depois de Cabinda.

Bandeira de Cabinda

Bandeira de Cabinda

Essa luta valeu-lhe uma pena de prisão na cadeia de São Nicolau, para onde a PIDE/DGS mandava muitos nacionalistas. Saiu da cadeia em 1974. Um ano depois, a FLEC formou um governo provisório que proclamava a independência do enclave.

Segundo a FLEC, Cabinda nunca foi parte integrante do território angolano, terá sido anexada no âmbito das negociações do acordo de Alvor, que conduziu à independência de Angola. A FLEC foi o único movimento independentista que foi excluído dessas negociações. Assinaram o acordo de Alvor: o MPLA, a UNITA e a FNLA.

Nessa altura Nzita refugiou-se em Paris. Entretanto inicia-se uma guerra de guerrilha contra as forças angolanas no enclave. À distância, Nzita Tiago comandou a luta dos guerrilheiros cabindas, que atuavam e viviam na mata do Maiombe, região auto-intitulada pelos independentistas como "zonas libertadas da FLEC".

Nzita Tiago nunca aceitou o passaporte angolano, nem o estatuto de exilado político. Era cidadão gabonês.

  • Manuel Valls diz que Trump fez declaração de guerra à Europa

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro francês Manuel Valls, aspirante a candidato socialista às presidenciais deste ano, considerou esta segunda-feira como uma "declaração de guerra" as afirmações do futuro Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a União Europeia.

  • Morreu o último homem que pisou a Lua

    Mundo

    O astronauta norte-americano Eugene Cernan, o último homem a pisar a Lua, morreu esta segunda-feira aos 82 anos, informou a agência espacial norte-americana, NASA.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.