sicnot

Perfil

Mundo

Morreu o líder histórico da resistência de Cabinda Nzita Tiago

O Presidente e fundador da Frente de Libertação do Enclave de Cabinda (FLEC/FAC), Nzita Tiago morreu com 88 anos em Paris, onde vivia desde a década de 70. Criou a FLEC em 1963. Desde jovem ligou-se às causas da independência, primeiro de Angola e depois de Cabinda.

Bandeira de Cabinda

Bandeira de Cabinda

Essa luta valeu-lhe uma pena de prisão na cadeia de São Nicolau, para onde a PIDE/DGS mandava muitos nacionalistas. Saiu da cadeia em 1974. Um ano depois, a FLEC formou um governo provisório que proclamava a independência do enclave.

Segundo a FLEC, Cabinda nunca foi parte integrante do território angolano, terá sido anexada no âmbito das negociações do acordo de Alvor, que conduziu à independência de Angola. A FLEC foi o único movimento independentista que foi excluído dessas negociações. Assinaram o acordo de Alvor: o MPLA, a UNITA e a FNLA.

Nessa altura Nzita refugiou-se em Paris. Entretanto inicia-se uma guerra de guerrilha contra as forças angolanas no enclave. À distância, Nzita Tiago comandou a luta dos guerrilheiros cabindas, que atuavam e viviam na mata do Maiombe, região auto-intitulada pelos independentistas como "zonas libertadas da FLEC".

Nzita Tiago nunca aceitou o passaporte angolano, nem o estatuto de exilado político. Era cidadão gabonês.

  • Trabalhos no viaduto terminaram, mas trânsito continua condicionado em Alcântara
    1:23

    País

    Não há, para já, previsão para o restabelecimento da normalidade em Alcântara. Os trabalhos para colocar o viaduto de Alcântara na posição correta, depois do desvio registado num pilar, decorreram esta madrugada. O trânsito mantém-se por isso condicionado no sentido Cascais-Lisboa, como explicou o repórter da SIC, Paulo Varanda.

  • As vantagens de comprar online
    8:03
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Marcelo reuniu-se com líderes europeus para falar do futuro da UE
    2:31

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira em Bruxelas e participou numa homenagem às vítimas do atentado em Bruxelas, onde colocou uma coroa de flores junto ao monumento.O Presidente da República esteve também reunido com os líderes das principais instituições europeias para falar sobre o futuro da UE.