sicnot

Perfil

Mundo

Parlamento venezuelano pede informação à Colômbia sobre nacionalidade de Maduro

O parlamento da Venezuela, onde a oposição é maioria, confirmou hoje que pediu formalmente ao Ministério de Relações Exteriores da Colômbia e ao Senado do país vizinho o envio de informações para determinar se o Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, é colombo-venezuelano.

© Carlos Garcia Rawlins / Reute

O pedido foi confirmado aos jornalistas pela presidente da sub-comissão de Assuntos Civis do Parlamento venezuelano, Dennis Fernández, durante uma conferência de imprensa em Caracas, numa altura em que vão sendo cada vez mais as figuras públicas da Venezuela a insistirem que o Chefe de Estado tem dupla nacionalidade e estaria inabilitado, segundo a Constituição, para presidir aos destinos do país.

"Vemo-nos na obrigação de pedir ao Governo colombiano para que precise a identidade ou nacionalidade do Presidente (Nicolás) Maduro, assim como também a sua dupla nacionalidade, por ser filho de pais colombianos, segundo a Constituição colombiana. Estaríamos perante um caso de dupla nacionalidade", disse.

A legislação colombiana estabelece que os filhos de cidadãos naturais da Colômbia têm automaticamente a nacionalidade desse país.

No texto dos pedidos, assinados pelo presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Henry Ramos Allup, lê-se que o parlamento "investiga se o Presidente (Nicolás Maduro) possui a nacionalidade da República da Colômbia, com base em elementos como a nacionalidade colombiana da sua mãe e do pai e o lugar de nascimento".

"Agradecemos a colaboração, no sentido de proporcionar a esta Assembleia Nacional, informação do Registo Civil colombiano ou de outros organismos públicos, sobre dados que permitam determinar se (Nicolás) Maduro é colombiano", referem os documentos.

Quinta feira, durante uma conferência de imprensa em Caracas, a deputada da oposição Melva Paredes apresentou uma série de documentos, que, segundo afirmou, comprovam que o Chefe de Estado teria dupla nacionalidade, apesar de a Constituição da Venezuela estabelecer que "para se ser eleito presidente da República é necessário ser-se venezuelano por nascimento e não possuir outra nacionalidade".

A 30 de janeiro último o parlamentar da oposição Enrique Aristigueta Gramcko solicitou ao parlamento o início de uma investigação sobre a alegada dupla nacionalidade de Nicolás Maduro.

A 19 de fevereiro a deputada Dennis Fernández confirmou que foi encarregada de realizar as respetivas investigações.

Por outro lado, a 12 de abril último, o parlamento solicitou oficialmente ao primeiro mandatário venezuelano que apresentasse uma certidão de nascimento venezuelana e outros documentos que comprovassem que não teria outra nacionalidade, pedido que ainda não foi respondido.

Lusa

  • Quem deve ser o próximo treinador do FC Porto?

    Desporto

    Nuno Espírito Santo já não é treinador do FC Porto. O técnico e o clube chegaram a acordo mútuo para a rescisão do contrato, que o ligava por mais uma temporada aos dragões. Nuno Pinto da Costa tem agora que encontrar um novo treinador para orientar dos "dragões". Os nomes em cima da mesa são vários. Diga-nos quem deve ser o novo treinador do FC Porto.

  • Os treinadores do FC Porto desde o último título 

    Desporto

    Nunca o FC Porto esteve quatro anos consecutivos sem ganhar um título durante a presidência de Nuno Pinto da Costa. A ausência de vitórias teve início na época de 2013/14, quando começou uma autêntica dança de treinadores.

  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • Divulgado vídeo dos bambardeamentos contra o Daesh no Iraque
    0:42
  • Leão-marinho arrasta criança de doca em Vancouver
    0:51

    Mundo

    O momento em que um leão-marinho arrasta uma menina para a água foi gravado e publicado na internet. Sem nada que fizesse prever, o animal puxou a criança que estava sentada numa doca em Vancouver, no Canadá. A criança foi resgatada de imediato por um familiar e apesar do susto não sofreu ferimentos. O momento de aflição foi testemunhado por vários turistas.